quarta-feira, 21 de fevereiro de 2024

E sai mais um cheque para a mesa do canto


Personagem 1
É com Felicidade, Satisfação, Alegria, Prazer que entrego este cheque, para que Vila Fernando reabilite este espaço de festas e que seja digno da grandiosidade das festejos, que aqui iremos organizar.
Personagem 2
E vamos começar já. A mesa está posta.

terça-feira, 20 de fevereiro de 2024

Mais um donativo automóvel


Alvendre é uma freguesia portuguesa do município da Guarda, 186 habitantes, onde tive bons amigos.
Tem um Presidente de Junta eleito democraticamente
Tem uma “COMISSÃO DE MELHORAMENTOS DE ALVENDRE”
A Natureza Jurídica é uma: Associação de Solidariedade Social”
Com sede no Alvendre
E tem as seguintes “Respostas Sociais”
Serviço de Apoio Domiciliário (Idosos): Capacidade: 15. Utentes: 5
Centro de Dia. Capacidade: 40. Utentes: 16
O Presidente da Câmara fez mais um brilharete com as fotografias no Facebook a entregar um chegue para a compra de uma viatura de 2009.
Não foi indicado o valor do apoio

segunda-feira, 19 de fevereiro de 2024

A Locomotiva da rotunda


Será que a Câmara da Guarda alugou a “Máquina do Comboio” à Câmara de Trancoso, para desfilar no Carnaval de Vila Franca das Naves?

domingo, 18 de fevereiro de 2024

O granito não gosta dos Guardenses


1 – O granito da Praça Velha é tau mau, tão mau que até tem ferrugem.
2 – O granito da Rotunda dos Efes é tão malandro, tão malandro que anda sempre a mexer-se para dificultar a vida aos automobilistas

sábado, 17 de fevereiro de 2024

A distribuição de donativos continua a bom ritmo


Ora toma lá um e para ti vai outro
Depois dou mais um que pode ser pouco
Estes cheques vão receber
Porque o vosso voto eu vou querer
 
Tu não dás? Dás ou não dás?
Não e não
Então eu não dou...
Oh oh! Isso não
Toma lá
Dá cá. Eu depois dou
 
Entrega de um apoio extraordinário ao Grupo Desportivo e Recreativo das Lameirinhas. Trata-se de um apoio que pretende ajudar a associação na aquisição de uma viatura.
Entrega de um apoio pecuniário extraordinário no valor de 5000 euros para a compra de uma viatura à Guarda 2000 - Associação de Promoção e Animação Desportiva, Cultural e Social.

sexta-feira, 16 de fevereiro de 2024

Rede Cultural Criativa da Guarda


Segundo informação disponível na página oficial da Câmara, está em desenvolvimento uma “Rede Cultural Criativa da Guarda”.
E o que é isto?
1 – A Rede Cultural Criativa da Guarda é um projeto que prevê a criação de um novo Roteiro Cultural no concelho.
2 - A rede pretende vir a ser uma nova ferramenta de promoção do Território e da sua riqueza cultural aumentando o tempo de permanência dos visitantes
3 - Nesta fase inicial, integram esta rede os Museus da Guarda, de Tecelagem dos Meios, da Castanha (Aldeia do Bispo), das Atividades Agrícolas (Videmonte), Casa-Museu (Jarmelo S. Pedro) e Espaço Aldeia Escola (Aldeia Viçosa),
4 - A ADIRAM é uma entidade parceira na promoção desta rede.
 5 – E o que é? A ADIRAM – Associação de Desenvolvimento Integrado da Rede das Aldeias de Montanha é uma associação de direito privado sem fins lucrativos, com o objeto social de promover o desenvolvimento turístico e integrado da Rede de Aldeias de Montanha como marca agregadora do potencial turístico da Região da Serra da Estrela de uma forma sustentável, integrada, inovadora e criativa. Tem como associados 9 municípios da Serra da Estrela e Beira Interior: Covilhã, Seia, Guarda, Manteigas, Celorico da Beira, Oliveira do Hospital, Gouveia, Fundão e Fornos de Algodres.
6 – Cada vez isto está mais confuso na área do turismo, patrimônio e cultura. Entidades que se atropelam.
Turismo do Centro
Comunidade Intermunicipal das Beiras e Serra da Estrela
Turismo da Serra da Estrela
Associação A23
Associação A25
Associação Aveiro/Viseu/Guarda
ADIRAM
Aldeias Históricas

quinta-feira, 15 de fevereiro de 2024

Depois da festa o que fica? Restos de coleção

As festas realizam-se e fica sempre qualquer coisa para nos lembrar.
Lembramos alguns restos de festas
1 – Realizou-se a festa do galo, mas o ano de 2024 vai ser mau para os Guardenses: As penas da cauda do galo não arderam. E dizem os mais velhos que “se a cauda não arder o desastre vai acontecer”
2 – Um bom pedaço de piso da “Praça Velha” está a abater: Foi com o calor da fogueira do Galo? Foi com os assistentes à festa do Galo com o peso da canja? Foi o peso do camião que andou a montar as estruturas?
3 – E aquelas instalações elétricas à “moda do desenrasca” são para ficar quanto tempo?
4 – E depois da “festa inaugurativa” daquelas lindas “baias de verga” que escondiam os caixotes de lixo desapareceram. Foram para manutenção? Chegaram à conclusão que foi um mau investimento?
5 – As “vergas” bonitas que enfeitam os caixotes de lixo estão em estado deplorável. Vão ser substituídas? Ficam esquecidos à espera que o tempo faça o seu trabalho destruidor?
Nota: Será que as festas contribuem para o desenvolvimento do comércio tradicional? Há muitos empresários da restauração que dizem que as “famosas tabernas” que proliferam nas festas, retiram clientes a quem paga impostos e subsidiam as associações com todos os meios e não pagam impostos.