terça-feira, 29 de dezembro de 2020

Dar vida à Praça Velha

Ao sabor das tardes confinadas:
1 – A Câmara Municipal instalou a CIMBSE na Praça Velha para a dinamizar e nada aconteceu.
2 – A Câmara Municipal construiu o “Solar dos Vinhos” para dinamizar a Praça Velha e nada aconteceu.
3 – A Câmara Municipal comprou duas casas na Praça Velha para instalar o Solar dos Sabores, o Museu das Armas e outro museu.
4 – A Câmara Municipal comprou uma casa nas traseiras, mas pegada à CIMBSE, para instalar o Museu Judaico.
5 – A Câmara Municipal comprou as ruinas da chamada “Casa da Legião”, situada em frente da Sé, para construir e instalar o Museu de arte contemporânea, “António Piné”.
6 – A Câmara Municipal tem intenção de comprar as instalações da Associação Comercial da Guarda que se situa a cerca 100 metros em frente da Sé.
Por mim gostava que fosse diferente e seria assim:
1 – Devolver a CIMBSE ao Paço do Biu, onde já esteve
2 – No edifício onde está a CIMBSE, mais as casas já compradas, instalar o Museu “António Pinè”
3 – Fazer o “Solar dos Sabores” mais o “Solar dos Vinhos” nas instalações da Associação Comercial da Guarda
4 – Esquecer por enquanto o “Museu das Armas” e o outro museu, há muitos outros locais.
5 – Instalar o Museu Judaico na casa onde esteve o “Parque Natural da Serra da Estrela” junto à Igreja de S, Vicente ou ali para o torreão no famoso quarteirão associativo.
6 – Arrasar a “Casa da Legião” e fazer um largo novo para a Sé e dar acesso ao grande parque de estacionamento da Associação Comercial.
Conclusão
Isto iria dinamizar a Praça Velha?
Não sei. Quem nos gere, também não sabe.
Custava dinheiro? Sim. Bastante. Mas menos do que a Câmara pretende fazer.

domingo, 27 de dezembro de 2020

O “Descensor” da Torre dos Ferreiros

A Câmara da Guarda tem um novo programa de “movimento activo”. Não é apenas para idosos, é para todos e vai ajudar a combater a obesidade derivada da “COVID”.
E como?
Subir à “Torre dos Ferreiros” pelas escadas internas e descer pelo “Descensor”
E porquê? Explicação dada:
Uma porta do elevador só abre por dentro e naturalmente só se pode descer.
Conclusão: É preciso uma nova inauguração para pôr aquilo a funcionar.
Disponível como miradouro está o morro da Torre de Menagem, não a Torre, que continua abandonada.

quarta-feira, 23 de dezembro de 2020

terça-feira, 22 de dezembro de 2020

Prenda de Natal 3: GOP – Grandes opções do Plano para2021 e seguintes

A Assembleia Municipal reuniu há duas semanas e aprovou as GOP – Grandes opções do Plano, 2021 e seguintes.
O documento já tinha sido aprovado eu reunião do Executivo Municipal, por maioria, com os votos contra dos Vereadores do PS, a abstenção do Vereador sem pelouros do PSD.
Aqui fica um resumo dos investimentos previstos e aprovados, feito a partir das informações publicadas no jornal Terras da Beira
- Aquisição de edifícios: 650 mil euros
- Material de Transporte: 550 mil euros (400 mil ainda sem financiamento definido)
- Reparação de imóveis da JAE e IMT: 500 mil Euros
- Vigilância e segurança de instalações e eventos municipais: 450 mil euros
- Limpeza de edifícios e equipamentos municipais: 450 mil euros
- Compra de material covid: 150 mil euros
 - Medidas de mitigação à pandemia: 75 mil euros.
 - Protecção civil e Equipa de Intervenção Permanente: 120 mil euros
- Apoio a associações humanitárias dos bombeiros: 80 mil euros.
- Requalificação e ampliação da Plataforma Logística (3ª fase): 500 mil euros (400 mil euros ainda sem financiamento definido) em 2021 cuja obra está orçada em 1,3 milhões de euros, estando a restante verba (810 mil euros) prevista para 2022.
- Passadiços do Mondego: 2 milhões de euros para 2021 e 1 milhão de euros para 2022.
- Centro de Exposições Transfronteiriço – Multiusos: Zero euros para 2021 e previstos 500 mil euros para 2022 e outro tanto para o ano seguinte
- Centro de Valorização de Produtos Endógenos: 50 mil euros
- Criação líquida de emprego: 75 mil euros
-Concepção de incentivos ao investimento: 50 mil euros.
- Plano Municipal de Protecção de Floresta:850 mil euros estando previsto que até 2025 sejam gastos mais de 4,3 milhões de euros.
- Iluminação pública: 1 milhão e 600 mil euros
- Fornecimento de energia eléctrica às instalações da Câmara: 800 mil euros.
- Transportes rodoviários: 3 milhões de euros
- Pacto para o Desenvolvimento e Coesão Territorial da CIMBSE: 2,5 milhões de euros
- Plano Estratégico de Desenvolvimento Urbano: 1,8 milhões de euros
- Variante dos F's – à Viceg: 500 mil euros. Previsão até 2024: 5 milhões de euros
- Requalificação dos acessos da Estação de Passageiros e Terminal Rodoferroviário:n50 mil euros para 2021, mas até 2024 está prevista uma despesa de 2,5 milhões de euros.
- Coesão Territorial CIMBSE - Combate do Insucesso Escolar: 207 mil Euros
. Acção social: 625 mil euros (Guarda Saudável e Solidária: 300 mil euros. Parcerias com IPSS: 150 mil
- Iniciativas de desenvolvimento social. Social: 80 mil Euros)
- Cultura: 1milhão e 780 mil euros. (Actividades de animação sócio-cultural - 675 mil euro Para o processo candidatura “Capital Europeia da Cultura” - 500 mil euros. Para o “Quarteirão das Artes – Museu e Centro de Arte Contemporânea” - 40 mil euros para 2021 e, para os quatro anos seguintes, um total de três milhões de euros, divididos equitativamente).
- Centro Náutico de Lazer da Barragem do Caldeirão: 75 mil Euros
- Requalificação e edificação de espaços desportivos: 650 mil euros
- Fomento de actividades desportivas: 80 mil Euros
- Apoio a outras actividades desportivas: 150 mil Euros
- Saneamento: 2 milhões de euros
- Abastecimento de água: 3 milhões de euros, dos quais 2,4 milhões destinam-se à aquisição de água
- Despoluição dos rios Diz e Noéme: 150 mil euros para 2021 e nos quatro anos seguintes 2 milhões de euros, correspondendo a 500 mil euros por ano.

segunda-feira, 21 de dezembro de 2020

Prenda de Natal 2: Quarteirão Associativo

As associações da Guarda (algumas) vão finalmente receber neste natal a prenda que tanto ansiavam.
O Quarteirão Associativo a que também chamaram “Edifícios Municipais do Torreão (Torre velha) – Interação Social” vai finalmente estar pronto.
Resumo do historial:
Data da adjudicação – 22/01/2018
Prazo de execução – 365 dias
Auto de consignação – 08/06/2018
As obras estarão prontas até 28 de Dezembro de 2020, ao fim de 35 meses de trabalho.
Se acreditarmos que os andaimes que ainda lá estão, são fáceis de desmontar e há muita azáfama, então vamos ter inauguração em breve.

sábado, 19 de dezembro de 2020

Prenda de Natal 1 – Requalificação do “Conjunto Histórico do Mileu

Em tempo de Natal chegou mais uma prenda de Natal, desta vez da Direcção-Geral do Património Cultural, que já deu parecer positivo à Requalificação do “Conjunto Histórico do Mileu”
Assim o anunciou o Presidente da Câmara:
“A obra de valorização da estação arqueológica do Mileu e de requalificação do largo da capela vai recomeçar dentro de aproximadamente um mês, garantiu o presidente da Câmara da Guarda, na Assembleia Municipal.”
“A autarquia, recorde-se, aguardava há meses uma decisão da Direcção-Geral do Património Cultural (DGPC) sobre as alterações ao projecto, resultantes do parece negativo daquele organismo sobre a construção de um passadiço aéreo sobre as ruínas, que a autarquia enviou em Agosto para apreciação.
«Finalmente já está nas mãos da Câmara, agora a responsabilidade é do município”
“O parecer veio há 8, 10 dias atrás”
“Adiantou ainda já ter reunido com o empreiteiro a quem foi adjudicada a obra e que «a partir de Janeiro, até ao 15 de Janeiro, iremos dar continuidade aos primeiros actos de execução, que é preparar e requalificar toda a área envolvente da Capela do Mileu”.

quinta-feira, 17 de dezembro de 2020

Página oficial da Câmara de cara lavada. E a Informação?

Não sei há quanto tempo lavaram a cara à “página oficial da Câmara” na Internet.
O aspecto é mais agradável. E o resto?
O resto é uma grande decepção. Muita “propaganda”, mas o que é essencial ficou ainda mais difícil de obter.
Até dá a impressão que querem, cada mais, dificultar as pesquisas.
E se sobre o Executivo lá está muita coisa, depois de muito procurar, o que dizer da Assembleia Municipal?
Simplesmente a sua atividade foi saneada. Além do nome dos Deputados Municipais e dos Presidentes de Junta nada mais consta.
E se quiserem testar, abram a página e na “Pesquisa por termos e tags” vejam o que lhes acontece.
A mim respondeu assim:
Termo pesquisado: adjudicações: Nada
Termo pesquisado: consignação
Assinatura do auto de consignação - Obras Remediação Ambiental Áreas Mineiras
Dia do 819º Aniversário da Guarda
820º Aniversário Cidade da Guarda
Termo pesquisado: orçamento
Guarda Folia 2017 - Noivo por Acaso
Sessão do Orçamento Participativo Portugal
 
E quando clicamos num destes “termos/tags” somos remetidos para propaganda diversa que aparece na primeira página

segunda-feira, 14 de dezembro de 2020

PSD poderá chumbar na Assembleia Municipal o próprio orçamento?

O “Quarto Poder” é um programa de debate entre dois “militantes partidários”. Um do PSD e outro do PS.
Na à situação política da Guarda, relativamente ao cerco ao Presidente foi escrito na página da “Rádio Altitude”
“Quarto Poder: PSD poderá chumbar na Assembleia Municipal o próprio orçamento. «Última tentativa» da concelhia para afastar Carlos Monteiro”
“A sessão da Assembleia Municipal desta terça-feira (a última do ano e, tudo indica, a última antes da escolha do candidato do PSD à Câmara da Guarda) poderá ser, também, a derradeira oportunidade para fechar o cerco ao actual presidente e impedir que seja Carlos Monteiro escolhido pelo partido. Isso poderá acontecer através da inviabilização, pela própria bancada da maioria, da proposta de orçamento do município para 2021, seguindo eventuais indicações do vereador sem pelouros e presidente da concelhia social-democrata, Sérgio Costa. Bastaria a abstenção do grupo municipal do PSD para, no caso de voto contra da oposição, a Câmara ficar sem documentos orçamentais para o último ano do actual mandato. O cenário foi avançado no programa de debate político “Quarto Poder”.”
O “bastaria a abstenção do grupo municipal do PSD” é que parece uma ideia absurda.
A composição actual, pelas minhas contas é a seguinte:
Deputados
PSD – 26
PS – 13
CDS – 2
BE – 1
CDU -1
Juntas
PSD – 27
PS – 7
Independentes do PSD – 9
A oposição conta com 24 votos (13+2+1+1+7)
O PSD conta com 62 votos (26+27+9)
Para o orçamento ser reprovado poderiam votar a favor 23 votantes do PSD, contra os 24 votantes da oposição e a abstenção de 39 votantes do PSD mais os independentes.
É possível? É. Mas seria o fim do PSD da Guarda, como está hoje e Rui Rio não brinca e mandava para cá um comissário para colocar em ordem esta desordem, nem que fosse o Amaro por uma semana.

domingo, 13 de dezembro de 2020

Porto seco na Guarda é «irreversível»

Em tempo de pandemia, em modo presencial e on-line, realizou-se no passado dia 10 de Dezembro uma conferência sobra a criação de um “porto seco” na Guarda.
Resumo do que de mais importante se disse:
“O porto seco é um projeto que envolve a Câmara da Guarda e consiste na construção de um terminal intermodal terrestre de mercadorias diretamente ligado por estrada e ferrovia aos portos de Leixões, Aveiro, Figueira da Foz e Lisboa, gerando uma redução significativa dos custos de contexto para as empresas”.
“A criação de um porto seco na Guarda «é irreversível»,
“Administração dos Portos do Douro, Leixões e Viana do Castelo (APDL), está «comprometida» em concretizar o projeto na cidade mais alta”.
“O empreendimento tem «todas as condições» para avançar.
“Se todos estamos interessados, Governo incluído, não há dificuldades que o possam atrasar”
“Este encontro foi «o primeiro passo» para a sua construção e desafiou as empresas da região a aderirem”.
 “As obras na Linha da Beira Alta, que a Infraestruturas de Portugal estima estarem concluídas em 2023, pode atrasar a sua construção”
«A ferrovia é um constrangimento hoje mas vai ser potenciada no futuro.”
“Temos que fazer o “lay-out” do porto seco, montar a infraestrutura, fazer alguns investimentos na Guarda, adquirir terrenos e equipamentos, melhorar os espaços e isso vai demorar o seu tempo. É uma circunstância que irá beneficiar ainda mais esse trabalho»,
”É preciso definir o modelo de gestão do porto seco, juntar já os parceiros e as sinergias que existem para não atrasar a sua concretização».
“A cidade «tem as condições ideais» para acolher este projeto, que irá concentrar «mais atividade económica, mais capacidade de atração de empresas e com isso gerar mais investimento e mais emprego».

sexta-feira, 11 de dezembro de 2020

Obras em 20 Ruas da cidade, Quais? 18 são segredo

“A Câmara da Guarda vai fazer obras em 20 ruas da cidade”
Diz o Presidente da Câmara à Rádio F
Quais? Pergunta o jornalista.
“Vão avançar brevemente”, diz o Presidente
Quais? Pergunta o jornalista.
“Para além da intervenção no piso, os trabalhos também vão incidir nas estruturas de saneamento e das águas pluviais”
Quais? Pergunta o jornalista.
“As Ruas Mestre de Avis e a Rua Vergílio Ferreira estão em muito mau estado”
E as outras 18? Pergunta o jornalista
“Não digo”
É segredo eleitoral» Podia ter perguntado o jornalista
E agora pergunto eu: Quais são as 18 ruas que saíram no sorteio?
E porquê outra vez a Rua Mestre de Avis que ainda há pouco tempo foi intervencionada?
E a Rua Vergílio Ferreira que já foi anunciada umas quantas vezes? Será antes ou depois das obras de requalificação da zona está a ser intervencionada?

segunda-feira, 7 de dezembro de 2020

COVID 19 – Apoios do Município da Guarda


Transcrito da página oficial da câmara
Aqui ficam as medidas, que vigorarão durante todo o mês de dezembro e/ou até alteração das circunstâncias que as determinaram, podendo ser revistas caso a situação que se viva localmente assim o exija:
1 - Redução de 30% sobre tarifas de água, saneamento e RSU, no mês de dezembro: A todas as famílias que tenham sofrido diminuição de rendimentos do agregado ou quebra de rendimentos, subsequentes, devidamente comprovada.
2 - A todas as microempresas e comerciantes em nome individual com a atividade suspensa durante o Estado de Emergência.
3 - Isenção da tarifa fixa de Água, Saneamento e Resíduos Sólidos para Comércio e Indústria;
4 - Comparticipação na realização de testes PCR para a Covid-19;
5 - Isenção de rendas habitacionais em fogos municipais:
6 - Os arrendatários poderão solicitar a isenção do valor da renda, por situação de perda de rendimentos, motivada por desemprego superveniente, devidamente comprovado.
7 - Isenção dos valores, na área da educação a todas famílias que sofreram perda de rendimentos motivada por desemprego de um ou dois membros do agregado familiar, devidamente comprovada, relativos a ATL`s e Componente de Apoio à Família (refeições, prolongamento de horário e atividades nas interrupções letivas);
8 - Isenção do pagamento das taxas relativas a publicidade a todos os estabelecimentos comerciais que se encontrem encerrados, com exceção de bancos, instituições de crédito e seguradoras;
9 - Isenção integral dos pagamentos de rendas, concessões, taxas ou outros rendimentos devidos ao Município, por espaços comerciais/serviços, que se encontrem encerrados, instalados em espaços municipais ou no domínio público municipal;
10 - Redução do valor, em cinquenta por cento (50%), das rendas, concessões, taxas ou outros rendimentos devidos ao Município, por espaços comerciais/serviços, que se encontrem abertos, instalados em espaços municipais ou no domínio público municipal (no caso de Pessoas Coletivas, esta medida tem como limite de abrangência o critério de micro empresas);
11 - Isenção do valor das taxas relativas a venda itinerante/carácter não sedentário de produtos alimentares, como forma de apoio aos comerciantes e incentivo à prestação deste serviço que beneficia as pessoas que residem em zonas mais isoladas e não servidas por transportes ou estabelecimentos comerciais de produtos alimentares, contribuindo ainda para que as pessoas fiquem em casa e não se desloquem a zonas de maior concentração comercial;
12 - A disponibilização, em articulação com a ULS da Guarda, de alojamento em unidades criadas para o efeito na cidade da Guarda para os profissionais de saúde, elementos da Proteção Civil, Bombeiros Voluntários e a funcionários dos lares residenciais que venham a necessitar;
13 - Disponibilização de um centro de acolhimento para doentes vítimas da Covid 19, que estejam em recuperação;
14 - Acesso a Plataforma de Apoio Social Extraordinário para todos os munícipes do concelho da Guarda, em situação de carência ou vulnerabilidade socioeconómica, que, comprovadamente, necessitem de alimentos ou outros bens essenciais, por quebra de rendimento como consequência da situação pandémica;
15 - Continuação, no âmbito do Espaço Empresa e Apoio ao Investidor, de apoio às empresas, designadamente, micro, pequenas e médias empresas, tendo em vista assegurar a informação e aconselhamento sobre todos os apoios existentes, não só no decurso da pandemia, como também no período subsequente, tendo em vista promover a recuperação económica e o relançamento do tecido empresarial;
16 - Dinamização do lançamento de empreitadas programadas no Plano Estratégico de Desenvolvimento Urbano, com redução do prazo médio de pagamentos a fornecedores e empreiteiros;
17 - Reagendamento, dos espetáculos e atividades culturais cancelados no âmbito da pandemia;
18 - Manutenção do Regime Excecional de Ocupação da Via Publica com Esplanadas, como medida de 19 - Apoio a Empresas e Comerciantes e de Dinamização no Comércio Local;
19 - A vigência de um Regime Excecional Isenção de Taxas de Ocupação da Via Pública com Equipamentos de Apoio necessários ao desenvolvimento da atividade principal e com esta conexos, como medida de Apoio aos Comerciantes e de Dinamização no Comércio Local; (Ver Edital n.º 95/2020);
20 - Isenção do pagamento de estacionamento nas zonas reguladas por parquímetros existentes na cidade.

Edital:

https://www.mun-guarda.pt/conteudos/PublishingImages/Noticias/Edital%20revisao%20medidas%20mes%20de%20dezembro.pdf 

sexta-feira, 4 de dezembro de 2020

Cerca política ao Presidente da Câmara.

Em tempos de pandemia entrou no vocabulário do povo o termo “cerca sanitária” que quer dizer isolamento total dos cercados impedidos de contactar com os não cercados.
Na Guarda está a verificar-se uma cerca não sanitária, mas uma cerca política e entre irmãos políticos.
A cerca está quase instalada. A Concelhia do PSD está a isolar o Presidente da Câmara.
Em primeiro foi o Presidente da Concelhia e Vereador do PSD, afastado pelo Presidente, a fazer oposição ao Executivo
Em segundo uma carta dos Presidentes das juntas do Concelho da Guarda a mandar recados para a Direcção Nacional do PSD.
Em quarto lugar foi a revolta de empreiteiros, imobiliários e outros ligados à construção e cujo porta voa é u elemento destacado do PSD a insuirgir-se contra os funcionários da câmara pelo bloqueio dos projectos
Em quinto voltam os Presidentes de Junta a diruir-se ao PSD Nacional, ao Coordenador da bancada do PSD na Assembleia Municipal ao Secretariado do TSD e ao Presidente da Concelhia da JSD e retiram a confiança política o Presidente da Câmara.
Curiosamente não enviaram ao Presidente da Concelhia do PSD que é presidida pelo Vereador do PSD sem pelouros e ao Presidente da Distrital do PSD que é Chefe de Gabinete do Presidente da Câmara.
Em sexto, e fazendo fé no STAL – Sindicato dos Trabalhadores da Administração Local a dizer que o Presidente da Concelhia do PSD e também Vereador do PSD sem pelouros, anda a mandar correio eletrónico a funcionários da Câmara, dando conta das suas intervenções nas reuniões de Câmara.
Resumindo 1: Se não se coloca a pau, o Presidente fica cercado, sem contactos com o exterior e apesar de já ter manifestado interesse em se recandidatar, não consegue apoios para lutar com a máquina que se instalar na Concelhia do PSD e nem sei se já tomou conta da central de propaganda instalada pelo anterior Presidente Amaro.
Resumindo 2: E o PS não tem uma cerca, mas continua confinado, sem capacidade de resposta a esta crise do PSD. Estão a seguir a tática do Rui Rio, o poder vem cá cair, o que é preciso é não dizer nada que desagrade, que significa estar calado.

quinta-feira, 3 de dezembro de 2020

A mirabolante história da locomotiva que virá adornar a rotunda do Parque Urbano

Transcrição do “Jornal o Interior”
Durante a entrevista que o “Jornal O Interior” fez ao Presidente da Câmara, este conta-nos uma “história” sobre a locomotiva que um dia ornamentará a “Rotunda do Parque Urbano”
Pergunta:
“Uma das situações que começa já a tornar-se embaraçosa para o presidente da Câmara é a instalação da locomotiva na rotunda junto ao parque urbano do Rio Diz. Ela vem ou não?”
Resposta:
“É um processo que se complicou porque deixámos de poder ter uma locomotiva a vapor e depois passou-se para uma locomotiva a diesel dos anos 60, de cor azul”.
“Já na qualidade de presidente fui novamente confrontado com a possibilidade de recuperar uma locomotiva a vapor e, há cerca de seis meses, assumi que abdicava da máquina a diesel e colocaria a locomotiva a vapor, identificada por técnicos da Câmara num parque da CP e que estava em estado razoável”.
“A pandemia meteu-se pelo meio e atrasou a reabilitação da máquina nas oficinas da REFER”.
“A verdade é que não aconteceu, o que levou a Câmara a decidir recentemente a contratação de uma empresa para a transportar para a Guarda, onde será reabilitada numa empresa local.”
“Nessa altura foi-nos dito que, por ser uma locomotiva mais antiga, tinha de ter o parecer favorável da Fundação da CP”
“Essa autorização foi dada na semana passada e, portanto, temos tudo para a trazer para a Guarda”
“Creio que isso pode ser feito ainda antes do final do ano para que a locomotiva possa ser instalada na rotunda em 2021”
Esperemos que nessa altura “o COVID” já tenha desaparecido para termos a grande festa de inauguração da primeira estação do mundo com piscina incluída.
Ou será que ali começará o troço da linha que ligará a “Nova Central de Transportes da Estação” ao Jardim José de Lemos?

quarta-feira, 2 de dezembro de 2020

O Elevador na Torre dos Ferreiros funciona?

Que se passará com o elevador da Torre dos Ferreiros?
Só abriu para a inauguração e meteu férias ou também confinou?
Já avariou?
Não tem licença para operar?
A peça italiana que atrasou as obras era emprestada?
Vão informar-nos sobre o que aconteceu?
Será que está bom e não há meios para o operar?
O Segurança que por lá está não seria capaz de fazer o trabalho?
Nota de pedido:
Partindo do princípio que vamos ter muitos turistas a visitar a “Torre dos Ferreiros” seria conveniente colocar à entrada uma pequena informação sobre a Torre dos Ferreiros, em particular, e sobre o Castelo da Guarda

terça-feira, 1 de dezembro de 2020

Portugal de luto

Eduardo Lourenço, um dos maiores “Anjos da Guarda” faleceu hoje.
A Guarda deve-lhe muito apesar de ultimamente não ter sido muito valorizado
Que a “Capital Europeia da Cultura” não esqueça este nome maior da nossa cultura

domingo, 29 de novembro de 2020

Presidente da Câmara: Seis entrevistas para um testamento e um pacote eleitoral.

 

Plágio: Ver a “Guarda por um canudo”
Foto: Câmara Municipal
Em tempo de aniversário da cidade da Guarda, o Presidente ca Câmara deu seis entrevistas de fundo. Os jornais “A Guarda”, “O Interior” e “Terras da Beira” e as rádios “Rádio Altitude FM”, “Rádio F” e “RFM” aproveitaram a disponibilidade do Presidente para recolheram os grandes planos para a Guarda.
Vou tentar resumir o que foi dito. Pode ser uma leitura até ao Natal de tão extensas que foram.
É um testamento político e ao mesmo tempo um programa eleitoral. Testamento porque elenca os projectos que já deveriam estar feitos ou em obra e programa porque elenca mais um conjunto de grandes obras.
Então vamos a isto:
Ambiente
- Vamos ter 12 quilómetros de ciclovias na cidade
Turismo
- Os passadiços do Mondego atrairão 1 milhão de pessoas por ano, mas ainda há problemas importantes a resolver: a passagem na barragem do Pateiro, que poderá ser desviado e os parques de estacionamento
- Feira Ibérica de Turismo
- O Solar dos Sabores na Praça Velha
- Proprietários do Centro Histórico a arranjar fachadas com o apoio da Câmara
- Criar o Centro de Interpretação da Cultura Judaica
- Construir a “Estrada Verde” da Serra da Estrela por Videmonte que se chamaria “Vale da lã”
Indústria
- As indústrias para a mobilidade eléctrica e outras empresas poderão criar 1.000 empregos nos próximos 12 meses
- Vamos ter o “Cluster” automóvel
- “Vários investimentos podem vir a concretizar-se na Plataforma Logística, representando uma oferta de mil postos de trabalho a curto e médio prazo”. “Muitos deles com elevado nível de qualificação”.
- Centro Tecnológico
Agricultura
- Feira Farta
- Centro Logístico de Promoção e Desenvolvimento dos Produtos Endógenos na PLIE
- Criar uma zona de regadio na parte alta do concelho com água da barragem do Sabugal
- Criar na Quinta da Maunça um “Centro de Leilão de Gado” e uma área de exposição, de comercialização e de investigação
Economia
- Porto Seco
- Centro de Negócios da Guarda
- Infraestruturar 40 lotes na PLIE
- Criar nova zona de expansão na PLIE
- Criar na Guarda uma “Zona Económica Exclusiva”
- Não há interessados em requalificar o Hotel Turismo
Cultura
- Candidatura da Guarda a Capital Europeia da Cultura
- Continua encrencada a requalificação das Ruinas do Mileu
- Museu Piné na antiga Casa da Legião
- Museu das Armas na Praça Velha
Mobilidade
- Lançar o concurso da “Alameda Tijaquina”
- Criar um “Novo Centro Coordenador de Transportes” na Zona da estação e ligar ao Jardim José de Lemos por um transporte sustentável, cómodo, permanente, mais rápido e barato.
- Instalar meios mecânicos na cidade como por exemplo funicular, Shutle, minibus
- Elevador ou passadeira mecânica do Bairro da Caixa para o Centro
- A actual Central de Transportes pode acolher projectos privados
- As Infraestruturas de Portugal vão entregar à Câmara Municipal para fazer as rotundas da Sequeira e requalificar as ruas de acesso ao terminal ferroviário
- A Locomotiva vai chegar antes do fim doa ano para ser pintada  
Educação
- Continuar a requalificar a Escola da Sé
- Requalificar a Escola de S. Miguel
Outros
- Centro de Exposições transfronteiriço
- Requalificar o espaço da “Feira Quinzenal”
- A Guarda perdeu Pessoas mas comparando com outras capitais de Distrito não perdeu.
Nota
O Testamento peca por omissão e pela não realização das promessas eleitorais.
Nestas entrevistas há um dado interessante, as festas deixaram de ser o ponto alto e sobre a cultura nada se disse além da “Capital”. Se a capital falhar, não há cultura.
Um número sem sentido: Passadiços com 1 milhão de pessoas por ano: 2700 pessoas por dia, seria o equivalente a 60 autocarros diários. Será real?
Pode ser que a famosa “Bazuca” da Europa e que vai disparar vários foguetes com dinheiro um deles passe na Guarda e faça chover o dinheiro necessário para todas estas realizações.
E por último, ajudem a imprensa regional, comprem os jornais e ouçam as rádios e saberão tudo o que o Presidente disse.

quinta-feira, 19 de novembro de 2020

A arte da ilusão

Assim andamos por aqui

Victor Vasarely
(Pécs, Hungria, 1906 - Paris 1997)
Mar do caribe
Óleo em papel

terça-feira, 17 de novembro de 2020

E onde pára o pórtico?


Em tempo de pandemia a Câmara instalou um “pórtico de desinfecção” para que os funcionários e os munícipes “ficassem limpos” na entrada para as instalações da Câmara.
O pórtico lá se manteve na fase menos crítica da pandemia.
E agora que estamos na fase mais crítica, onde pára o dito pórtico?
Será que não servia para nada e foi apenas aquela onda de aceitar tudo o que parecesse benéfico?

segunda-feira, 16 de novembro de 2020

Novos provérbios Guardenses em tempo de pandemia

Hora a hora cortamos a flora
A flora tem muito para dar, mesmo que o presidente queira tirar
Plantar verde e manter maduro
Árvore que nasce torta a natureza endireita
As árvores morrem de pé
Árvores na ecovia fazem boa companhia
Em tempo de vírus, qualquer máscara é trincheira.
Não gozes com o vírus do teu vizinho, porque o teu pode vir a caminho.
A ociosidade é a mãe de todos os vírus.
Antes só do que ser acompanhado pelo vírus.
Vírus que não ladra morde.
Quem canta os seus vírus espanta
Mais vale um vírus a voar do que dois na mão.
Água mole em vírus duro esfrega-se e ele não dura.

domingo, 15 de novembro de 2020

CIMSE: ULS da Guarda não é prioridade?

Fonte: Diário das Beiras
Para os Presidentes de Câmara da Comunidade Intermunicipal das Beiras e Serra da Estrela os investimentos na ULS – Unidade Local de Saúde da Guarda não são prioritários. Decidiram que o ramo tecnológico e a “Criação de uma rede de alta conectividade em baixa densidade” é ais importante
Não sei em que estudos se basearam para a tomada de decisão ou se foi para contentar a tripla/Covilhã/Fundão/Belmonte, mas os Guardenses e os restantes habitantes do Distrito mereciam uma explicação.
Investimentos considerados prioritários:
1 - Ampliação e qualificação do Hospital de Aveiro
2 - Criação do Centro Oncológico no Centro Hospitalar Viseu/Tondela e criação e reforço da rede de psiquiatria e de cuidados continuados
3 - Construção da nova maternidade de Coimbra
4 - Novo hospital do Oeste
5 - Beneficiação e ampliação do Centro Hospitalar de Leiria.
6 - Construção do IC31 (Beira Baixa)
7 - Ponte de Constância/Abrantes, com ligação ao IC9
8 - Criação de uma rede de alta conectividade em baixa densidade (Beiras e Serra da Estrela).
“As comunidades intermunicipais do Centro reunidas no dia 5 de novembro em Conselho Regional, em Coimbra, anunciaram a aprovação de um documento com oito investimentos prioritários, um por cada uma, no montante de mil milhões de euros”.
“É um momento importante, mas mais do que isso é um momento político da maior relevância para que o Centro conte mais num país onde a centralidade em termos de disputa financeira está muito à volta de Lisboa e Porto”,
O Conselho Regional do Centro “nunca tinha concertado uma posição com definição de projetos em concreto”.
“Estamos numa fase muito importante de ajudar o Governo a definir com exatidão os projetos que vão ser financiados pelo Plano de Recuperação e Resiliência (PRR)”
“Fizemos um exercício de concertação das oito comunidades e decidimos qual é a prioridade por cada uma das comunidades”
“Para o presidente da Comunidade Intermunicipal da Região de Aveiro, os oito projetos apresentados “têm de estar nas opções do PRR” para a região Centro, que representa 20% da população nacional e 30% da área territorial”.

quarta-feira, 11 de novembro de 2020

A “guerra” oftalmológica na ULS da Guarda


 Carta tornada pública pelos políticos

A “guerra” oftalmológica na ULS da Guarda, continua bem viva.
Com apenas uma semana de trabalho a nova Administração já viu o que a espera: “A guerra oftalmológica” e nada mais conta, porque parece que tudo o resto corre bem.
Os políticos profissionais do distrito já vieram tomar posição, mesmo tendo em conta que na sua longa vida política nada têm feito pela ULS.
O que é estranho é que esta “nova batalha” tenha por base uma deliberação do mês de Setembro, ainda com a anterior administração, e que os intervenientes tinham conhecimento.
Não sei como vai ser resolvido o problema, o que me parece é que há demasiada gente, que são parte do problema e não estão interessados na sua resolução.

terça-feira, 10 de novembro de 2020

Mais um anúncio, mais um Museu?

O Presidente da Câmara da Guarda anunciou que a câmara comprou a “Casa da antiga Legião” por 260 mil euros para até 2023 instalar a colecção de obra de arte da chamada colecção “António Piné” que este doou à Associação Nacional de Farmácia.
A casa encontra-se em ruinas e precisa de grande remodelação ou mesmo uma construção de raiz.
Optimismo não falta. Dois anos para projectar, construir e instalar tendo no meio umas eleições autárquicas.
Tudo bem. Espero que resulte. Só que o passado dos anúncios de museus na Guarda não é brilhante,
Resumindo:
1 – O Museu da Guarda que era Nacional passou a regional, e com algumas alterações lá se arrasta.
2 – O Quarterão das Artes com a construção do Museu de Arte Contemporâneas no pátio do museu não passou de uns rabiscos no “power point”
3 – O Museu de Arte Sacra deixou de ser notícia
4 – O Museu das Armas mais o Museu António Piné a instalar nas casas da Praça Velha adquiridas pela Câmara para o efeito, foram ultrapassados pelos acontecimentos
5 – O Museu Judaico a instalar numa casa adquirida pela Câmara, nas traseiras da antiga Câmara Municipal também deve ter ficado pelo anúncio pois não mais se ouviu falar.
Vamos ver se isto desencalha, já que estamos a um ano das eleições autárquicas e dinheiro não deve faltar.

sexta-feira, 6 de novembro de 2020

Rebuscando numa de “influenciador”, "autoajudador" e "autoestimador"

Rebuscado por aí, nas páginas dos internautas, aqui estou numa de “influenciador”, “autoajudador” e “autoestimador “ em conselhos longe do COVID-19.
Não se esqueça de ir medindo utilizando o “influenciómetro, o autoajudómetro e o autoestimómetro” e elaborar os respectivos gráficos.
1. Evite fazer observações sarcásticas.
2. Se entrar numa batalha, bata primeiro e com força.
3. Nunca dê um aperto de mão sentado.
4. A inveja de um amigo é pior que o ódio de um inimigo.
5. Escute o que as pessoas têm a dizer. Não interrompa; deixe-as falar.
6. Guarde segredos.
7. Não cultive medo por ninguém.
8. Seja corajoso. Mesmo se não for, ao menos finja. Ninguém consegue perceber a diferença.
9. Cuidado com as pessoas que não têm nada a perder.
10. Escolha a companheira da sua vida com cuidado. A partir dessa decisão, virão 80% de toda a sua felicidade ou miséria.
11. Se a casa do seu vizinho está em chamas, a sua também está em perigo.
12. Nunca se elogie a si mesmo; se houver elogios, que venham dos outros.
13. Seja um bom perdedor.
14. Não deseje colher frutos daquilo que nunca plantou.
15. Quando aflito, respire fundo e distancie-se.
16. Dê às pessoas uma segunda chance, mas nunca uma terceira.
17. Cuidado ao queimar pontes. Você nunca sabe quantas vezes precisará atravessar o mesmo rio.
18. Lembre-se de que 70% do sucesso em qualquer área se baseia na capacidade de lidar com pessoas.
19. Defenda os menores. Proteja os indefesos.
20. Assuma o controle da sua vida. Não deixe que outra pessoa faça escolhas por você.
21. Visite amigos e parentes quando estiverem no hospital.
22. A maior riqueza é a saúde.
23. Pense duas vezes antes de sobrecarregar um amigo com um segredo.
24. Mantenha um bloco de anotações e um lápis na sua mesa-de-cabeceira. Ideias que valem milhões de euros surgem de madrugada.
25. Mostre respeito por todos os que trabalham para viver. Não importa o quão simples seja a profissão.
26. Vista-se adequadamente segundo os padrões da época.
27. Elogie a refeição quando for hóspede na casa de alguém.
28. Não permita que o telefone interrompa momentos importantes.
29. Não demore onde não é bem recebido.
30. Todo mundo gosta de ver você crescer profissionalmente, até começar a superá-los.
32. Ouça os mais velhos.

terça-feira, 27 de outubro de 2020

Apagão de informação sobre o COVID na Guarda?

Se fizéssemos fé nas informações que nos chegam nos órgãos de comunicação social locais e nacionais, no concelho da Guarda não há caso para alarme, no que se refere à disseminação do COVID 19.
Para os políticos locais, da situação e da oposição, não há razão para preocupação.
A ULS – Unidade Local de Saúde publica os seus relatórios, como é seu dever, e ficamos a saber que no dia 23 de Outubro havia 239 casos activos no concelho da Guarda.
Se seguíssemos os índices de preocupação de disseminação da infecção que aponta para mais de 500 infecções por 200 mil habitantes, quando deveríamos estar abaixo de 100, parece que isto não é preocupante.
Quando lemos que há pelo menos 3 lares com muitos casos, quando na freguesia rural mais importante há vários casos e os alunos não vão às aulas, quando na Câmara Municipal há casos, quando a Segurança Social fechou porque há casos, isto não é motivo de preocupação?
Valha-nos o Pedro Pinto‎, que no facebook, criou o Grupo de Emergência – Guarda, que nos vai pondo ao corrente do que se tem passado e não é nada de bom.

quinta-feira, 22 de outubro de 2020

Por onde andou nos últimos 7 anos?

Fontes: Rádio Altitude e Rádio F
“A reabilitação do Hotel de Turismo da Guarda foi um dos assuntos que o vereador Sérgio Costa apresentou na reunião de Câmara”
“Como nada acontece e continuamos a assistir à degradação diária e contínua daquele espaço tão emblemático para a Guarda e para a Região, temos de nos insurgir e questionar o Governo do Partido Socialista sobre afinal o que se passa e porque é que a obra não avança, pois não se vê interesse algum em querer resolver este problema”
 “Em condições normais, estaríamos a cerca de 1 ano da sua grande reabertura, com toda a pompa e circunstância”,
Perguntou ao Executivo:
“Quem é a Empresa que quer agora assumir a posição contratual”?
“Quem é que foi o responsável pela angariação dessa Empresa”?
“Quando é que a Empresa avança com as obras”?
 “Qual a nova data para reabertura ao Público do Hotel Turismo”?
 É alarmante a ignorância do Ex-vice presidente em alguns temas.
É público que a MRG passou os seus direitos a uma empresa (unipessoal?) de fundos e o mesmo gestor de fundos criou outra empresa de fundos, no mesmo domicílio, que queria construi o multiusos, uma clínica e edifícios de utilização vária.
E o Senhor vereador passou ao lado disto?
E o muito trabalho desenvolvido por Álvaro Amaro, só durou enquanto esteve na Guarda?
Ou o Hotel Turismo caiu do programa?

domingo, 18 de outubro de 2020

Afinal o que falta? Falta qualquer coisa

As obras do elevador da Torre dos Ferreiros estão atrasadas? Falta uma peça que está (esteve) de quarentena em Itália
As obras do Quarteirão Associativo não avançam? Não há dinheiro
As obras do Museu de Arte Contemporânea não começam? Não há nada
As obras de limpeza das casas velhas na Praça Velha não se fazem? Ao fim de três concursos alguém se interessou.
As obras da Ecopista da VICEG estão emponto morto? Deram um passo maior que a perna e não há dinheiro que chegue
As obras de consolidação das Ruínas do Mileu estão paradas? Falta um parecer do Património
A Alameda do Bonfim não sai do papel? É preciso negociar com três entidades do Estado Central
O projecto da Alameda da “Tijaquina” está para se ir falando? Só falta o plano de pormenor da quinta do Cabroeiro
O Pavilhão Multiusos foi abandonado? Com tanta mentira e confusão, lá para 2027.
O Polidesportivo do Mileu e envolvente está para arrancar? Falta de tempo.
O Solar dos Sabores é para avançar? Lá para o fim do próximo ano com várias fazes?
Repavimentações em arruamentos da freguesia da Guarda sofrem atrasos? Falta de planeamento para as infraestruturas subterrâneas
A máquina do comboio está atrasa? Falta tirar o bilhete pela Linha da Beira Baixa e esperar a ligação

sexta-feira, 16 de outubro de 2020

Governo dá 25 milhões à Capital da Cultura

Informação: Jornal as beiras
“A verba disponível para a candidatura vencedora da Capital Europeia da Cultura 2027 “será de 25 milhões de euros”, disse a ministra da Cultura, numa reunião com representantes das dez cidades que manifestaram interesse em candidatarem-se.”
“Aveiro, Braga, Coimbra, Évora, Faro, Funchal, Leiria, Guarda, Oeiras e Viana do Castelo são as cidades que querem ser Capital Europeia da Cultura 2027, que decorre em simultâneo em Portugal e na Letónia”.
“Apesar de algumas destas cidades já terem divulgado detalhes dos seus planos estratégicos, nenhuma candidatura foi apresentada, porque o procedimento formal ainda não foi aberto”.
“A vencedora, a anunciar em 2023, será escolhida por um júri de dez peritos independentes, nomeados por instituições europeias, e para o qual Portugal escolherá dois elementos entre janeiro e junho do próximo ano, diz a tutela”
“Ontem, a reunião foi a segunda com as cidades candidatas já conhecidas, “para troca de informações sobre o decorrer dos trabalhos relativos ao processo de preparação das candidaturas”

quarta-feira, 14 de outubro de 2020

Terminal Ferroviário e por tabela a saúde

Foto: Jornal “O Interior”
Publicado em OUTUBRO 7 de 2020 por RÁDIO F
“A CRIAÇÃO DO TERMINAL FERROVIÁRIO NA GUARDA VAI SER O GRANDE PROJETO DA GUARDA NOS PRÓXIMOS 50 ANOS, DEFENDE ÁLVARO AMARO. O EX-AUTARCA DIZ AINDA QUE A GUARDA, TAMBÉM TEM QUE SE AFIRMAR NO SETOR DA SAÚDE”
“O ex-presidente da Câmara da Guarda diz que parte dos milhões que estão alocados nos fundos europeus tem de ser aplicados para a criação do Terminal Ferroviário da cidade”.
“Álvaro Amaro reforça que esta obra será a mais importante dos próximos 50 anos e que a Guarda tem a centralidade que mais ninguém tem em Portugal”
“O deputado europeu diz que depois o terminal ferroviário pode ser um aliado para a criação do porto seco”.
“O deputado europeu referiu que a Guarda tem de se afirmar como cidade da saúde”
Publicado em JANEIRO 8 de2020 RÁDIO F
O PRESIDENTE DA CÂMARA DA GUARDA LAMENTA NÃO TER UMA RESPOSTA CONCLUSIVA, EM RELAÇÃO AO TERMINAL FERROVIÁRIO DA GUARDA”
“Recorde-se que por várias razões, a obra tem sido adiada. No final do ano passado, o Vice-Presidente da Infraestruturas de Portugal, Carlos Fernandes, referiu que a adjudicação para a exploração do terminal ferroviário iria ocorrer em breve, mas a Câmara ainda não recebeu qualquer tipo de resposta.” No primeiro concurso para a exploração do terminal, aberto em Maio de 2017, a única proposta que tinha sido apresentada, submetida pela K-Log e Transfesa, foi considerada inválida.”
Outras notícias
“Consórcio ibérico não ficou com Terminal Ferroviário da Guarda”
“A Câmara Municipal da Guarda está disponível para suportar algum investimento para a requalificação do terminal ferroviário de mercadorias, se isso tornar mais a estrutura mais atractiva para potenciais
“Segundo informações então divulgadas pelos concorrentes, propunham pagar uma compensação mensal de 4.500 euros (acima dos 1.679 de mínimo exigido no caderno de encargos) e garantir os 104 comboios de mercadorias indicados como base de funcionamento anual. Mas a candidatura acabou por não cumprir requisitos administrativos”.

terça-feira, 13 de outubro de 2020

A Guarda com novo slogan: “Foge comigo Guarda”

Foi publicado no “portal Base” de adjudicações directas um novo contrato bem interessante:
ELABORAÇÃO DO GUIA TURISTICO FOGE COMIGO GUARDA
Entidade adjudicatária – Nome Foge Comigo! Lda
Rua da Quinta de Baixo, Vila de Barba, Couto do Mosteiro
Santa Comba Dão
Objeto do Contrato - ELABORAÇÃO DO GUIA TURISTICO FOGE COMIGO GUARDA
Data de celebração do contrato: 30-09-2020
Preço contratual - 15.094,34 €
Prazo de execução - 180 dias
 
Parece que este “slogan” se adapta ao que se tem passado na Guarda nos últimos 7 anos. Mais de 3 mil pessoas do concelho procuraram outros lugares para viver.
Não fujas Guarda, fica e não deixes fugir os teus.

segunda-feira, 12 de outubro de 2020

Programa eleitoral: Investimentos de 100 milhões de euros na Guarda para a próxima década Rádio F


“O líder do PSD da Guarda defende que o plano de resiliência para o país deve integrar investimentos na área do empreendedorismo, saúde e acessibilidades no valor de mais de 100 milhões de euros para a próxima década na Guarda”.
“Em conferência de imprensa o presidente da concelhia do PSD defende que estes investimentos são de grande montra e estruturais para o desenvolvimento da Guarda.
“Defende investimentos macro para a próxima década como a requalificação do terminal rodoferroviário, novos acessos à PLIE e a sua expansão juntamente com o parque industrial, uma nova ligação à Serra Estela via Videmonte, a conclusão da VICEG com o lançamento da 3ª fase, e o arranque da 2ª fase de requalificação do Hospital da Guarda”.
“Volta a salientar a importância da localização estratégica da Guarda e no potencial na aérea da logística. Este deve ser um desígnio do próprio país, diz o dirigente político.”
“O líder do PSD entende que no meio de 13 mil milhões de euros previstos para Portugal estes investimentos que podem rondar os 100 milhões de euros e podem fazer a diferença no desenvolvimento da Guarda”.

 

sábado, 10 de outubro de 2020

Quem manda aqui sou eu

Fotos: Pesca na Internet modificadas. Obrigado aos autores

Qual é a tua, ó meu?
Andares a dizer "quem manda aqui sou eu"?
Qual é a tua, ó meu?
Nesse peditório o pessoal já deu.
 
Com trinta por uma linha
Esburacaste a liberdade
E a alegria
É só puxar a pontinha
Cai o Carmo e a Trindade
No mesmo dia
(José Mário Branco)

E não me façam falar

(adenda fora de tempo: A Presidente da Assembleia Municipal não teve direito a convite para a cerimónia de abertura. Quem manda aqui sou eu?)

quinta-feira, 8 de outubro de 2020

Voltando às ecovias e o delírio de um ex-vice-presidente

“Sérgio Costa defende a criação de uma malha que una todas as ecovias do concelho com centenas de quilómetros e percursos interligados. Na última reunião do executivo da câmara da Guarda, Sérgio Costa salientou as potencialidades das Ecovias, e acrescentou que são mais um instrumento na área ambiental”.
“Esta é uma oportunidade de para revitalizar as margens, açudes e pontes e outras infraestruturas ao longo dos percursos de água que atravessam o concelho da Guarda”.
“O vereador Social Democrata dá como bom exemplo a ecovia já criada no rio Noeme, mas refere outros locais junto a percursos de água que tem todas as condições para a criação de uma ecovia”.
E como está a ecovia do Noéme? Assim está escrito num comentário neste blogue:
“O percurso ao longo do rio Noéme é uma perfeita anedota! A ideia é positiva; a sua concretização denota incompetência a todos os níveis! Na realidade, o trajeto já nem é transitável seja porque está "fechado" por portões em alguns pontos, seja porque a falta de manutenção impede a "normal" circulação (mesmo a pé) pelo mesmo. A ideia é boa e poderia ser replicada projetos semelhantes de cariz transmunicipal. Mas não assim...”

terça-feira, 6 de outubro de 2020

Guarda cidade de Museus

Quinta da Montanheira – Foto Rádio Altitude FM
Já não sei se a Guarda é uma cidade Museu, se uma cidade com Museus ou uma cidade de anúncios de Museus.
A Guarda tem um Museu Municipal que já foi Nacional.
Na semana passada foi anunciado o Museu do “Ciclo da Água” a instalar na Quinta da Montanheira, onde durante muitos anos era captada a água que abastecia a cidade.
Outros museus a instalar:
Museu de arte contemporânea no futuro quarteirão das artes
Museu da Memória Judaica numa casa adquirida pela Câmara numa rua transversal à Rua do Comércio.
Museu das Armas, Museu das Moedas, Museu Piné a instalar nos edifícios adquiridos pela Câmara e contíguos à antiga Câmara na Praça Velha.
Será que ainda vamos ter tempo para fazer estes museus?

sexta-feira, 2 de outubro de 2020

Vereador do PSD defende aposta em rede de ecovias no concelho da Guarda

Definições
Ecovia - Via reservada ao trânsito de peões e veículos não motorizados
Ecopista - Via reservada ao trânsito de peões e veículos não motorizados
Ciclovia - Via de circulação reservada ao trânsito de bicicletas
Pedovia – Passeio pintado de verde
Rádio F
“O vereador do PSD na Câmara da Guarda, Sérgio Costa, diz que a autarquia deve continuar a apostar na construção de ecovias, tal como aconteceu com o investimento realizado ao longo das margens do Rio Noéme”
“O agora membro sem pelouros do executivo municipal fez uma extensa apresentação, na reunião desta semana, onde sublinhou a importância deste tipo de investimentos. Trata-se de uma aposta de futuro, com benefícios a vários níveis para este território, sublinha Sérgio Costa, que preconiza que se aliem, neste objetivo, entidades públicas e privadas, porque os benefícios são amplos, nas áreas do turismo e do do desporto e na economia”
“O percurso ao longo do Rio Noéme é um bom exemplo que deve ser replicado por todo o concelho da Guarda, na opinião do vereador”
Comentário 1
Há já para aí 5 anos que a Câmara já tinha anunciado um projecto de ecopista para a ribeira de Massueime, para o Rio Noéme e para o rio Diz
Não esquecer que a Agência Portuguesa do Ambiente gastou mas de 2 milhões de euros na recuperação das margens daqueles três rios
Não esquecer que a Câmara deveria manter transitáveis os ditos caminhos.
Presidente da Câmara
“Despoluição do Rio Noéme poderá demorar «entre um a dois anos»
“Este é o espaço de tempo necessário «para devolver estas linhas de água ao concelho»
Comentário 2
Se o Rio Noéme vai ser despoluído em um ou dois anos, então o Rio Diz vai ser despoluído nós próximos 6 meses e as descargas vão continuar?