segunda-feira, 19 de outubro de 2015

Candidatos a Presidente

Depois de 10 anos de Presidência Cavaquista, à custa dos erros da esquerda, eis que está outra vez a caminho a repetição dos mesmos erros.
A esquerda está convencida de que ao criar meia dúzia de candidatos eles são capazes de fracionar a direita e derrotar a sua candidatura.
Aconteceu na primeira candidatura de Cavaco, aconteceu na segunda candidatura de Cavaco e agora vai acontecer com a primeira de Marcelo.
Candidatos fracos quase sempre têm resultados fracos a não ser que os dois grandes partidos se fracionem, como é o caso do PS e não do PSD.
Um candidata-se para “quebrar ciclo bafiento”, outro candidata-se para “derrotar a direita”, outro candidata-se porque tem uma “visão equilibrada”, outro “quer ser presidente de causas”, outro “é porque quer uma nova república”…
E assim vamos andando, cada um com os seus projectos e vão de vitória em vitória até à derrota na primeira volta, sempre a pensar que haverá uma segunda volta que talvez chegue daqui a dez anos se entretanto aprenderem alguma coisa.
Chega-se ao ponto, de um candidato dizer, que é bom que um outro candidato concorra, porque tira votos a outro que concorre e assim pode ele passar à segunda volta. Pensamentos tacanhos de quem só vê o seu próprio projecto, sem pensar no bem comum.
Se não voto em Belém, se não voto em Edgar, se não voto em Marisa, se não voto em Marcelo, só restará Nóvoa e Neto? O leque é grande, valerá a pena votar? Vale porque não quero um rei, que alguns continuam a pedir.

1 comentário:

  1. Ficar à mercê de quem muito bem calhar... pode ficar muito caro!!!
    .
    Um exemplo: a construção de 'elefantes brancos' (ex: as auto-estradas "eh-olha-lá-vem-um") criou postos de trabalho... todavia, no entanto... o dinheiro sugado à economia - através dos impostos - para pagar a dívida contraída na construção de 'elefantes brancos'... provoca a destruição de muitos mais postos de trabalho do que aqueles que foram criados na construção dos 'elefantes brancos'!
    .
    .
    O CONTRIBUINTE TEM QUE SE DAR AO TRABALHO!!!
    -» Leia-se: o contribuinte tem de ajudar no combate aos lobbys que se consideram os donos da democracia!
    .
    ---»»» Democracia Semi-Directa «««---
    .
    -» Votar em políticos não é (não pode ser) passar um cheque em branco isto é, ou seja, os políticos e os lobbys pró-despesa/endividamento poderão discutir à vontade a utilização de dinheiros públicos... só que depois... a ‘coisa’ terá que passar pelo crivo de quem paga (vulgo contribuinte).
    —» Leia-se: deve existir o DIREITO AO VETO de quem paga!!!
    [ver blog « Fim-da-Cidadania-Infantil » (http://fimcidadaniainfantil.blogspot.pt/)]
    .
    .
    .
    P.S.
    Outros Direitos que aqui o je vem divulgando já há alguns anos (comecei nos fóruns clix e sapo):
    - O Direito à Monoparentalidade em Sociedades Tradicionalmente Monogâmicas: ver blog "http://tabusexo.blogspot.com/".
    - O Direito à Sobrevivência de Identidades Autóctones : ver blog "http://separatismo--50--50.blogspot.com/".

    ResponderEliminar