segunda-feira, 18 de fevereiro de 2019

Os pequenos desleixos que se acumulam


Cada vez mais o Executivo Camarário vai dizendo que não tem dinheiro para tudo.
Pode ser verdade se exceptuarmos as rotundas, as frestas e as flores.
Mas há coisas que com muito pouco dinheiro se podem fazer.
O Centro Histórico está cada vez mais abandonado.
Esta entrada na Rua da Torre desde a Praça Velha, coração da cidade, mostra bem isso. Num pequeno espaço pode ver-se o centro histórico  
Da Placa toponímica só se vê metade
O Caixote do lixo está preso com fita-cola
A Caixa com fios já não tem tampa
O Painel a indicar o Caminho de Santiago já lhe falta o vidro protector
A Placa evocativa do Comandante Salvador do Nascimento já mal se lê
Já não falando na parede que é propriedade privada e as coisas tornam-se mais difíceis
Para quem queria uma cidade lapidada vamos tendo uma cidade delapidada

domingo, 17 de fevereiro de 2019

Obras de ligação TMG – Parque de estacionamento


Segue a bom ritmo a grandiosa obra de ligação pedonal da entrada principal do Teatro Municipal da Guarda ao seu parque de estacionamento.
Estará pronta para a eleição de deputados europeus?

terça-feira, 12 de fevereiro de 2019

Nova Associação Ambientalista


Foto: Rádio F
Reunião de Câmara 11 de3 Fevereiro de 2019:
Aprovada por unanimidade a cedência de um espaço num dos edifícios da Quinta da Maunça à Associação Rewilding Ibéria PT
É uma empresa do ramo ambiental e pretende criar 5 postos de trabalho
Está interessada em dinamizar a Quinta da Maunça e já pensou em várias possibilidades.
É uma empresa Portuguesa, formada na Guarda
Foi constituída em Janeiro de 2019
Nada de anormal, parece, mas:
O objectivo de actividade é estranho: É dirigida ao desenvolvimento de Associações de defesa do ambiente.
Foi registada sobre a forma jurídica de Associação de Solidariedade Social
 “A última atualização da ARIP - ASSOCIAÇÃO REWILDING IBERIA PT é do dia 23 de janeiro de 2019. O endereço desta empresa de ARRIFANA GUARDA é QTA DA MAUNÇA S/N, 6300-035. O distrito a que pertence é GUARDA”.

segunda-feira, 11 de fevereiro de 2019

Memorando de entendimento


Foto: Jornal O Interior
As forças vivas da cidade foram convidadas a assistir à assinatura de um “Memorando de Entendimento” entre a Câmara Municipal da Guarda e a Federação Distrital dos Bombeiros.
E o que diz o memorando?
Que lá para Abril, se a Câmara fizer as obras, vai entregar a Federação e por 20 anos um espaço para sede e também para um núcleo museológico a partir do espólio do Professor Madeira Grilo.
Isto é uma inovação.
Daqui a 3 meses, se as ob ras se realizarem, vamos ter nova convocatória das forças vivas para assinar o protocolo e mais tarde teremos a inauguração.
Como não é bem percetível este calendário, a Rádio Altitude avança com uma explicação;” este primeiro momento pode ter sido ditado pelo calendário político de Álvaro Amaro: na altura da inauguração do espaço poderá não ser presidente da Câmara mas candidato em lugar elegível na lista do PSD ao Parlamento Europeu”

domingo, 10 de fevereiro de 2019

Obras de manutenção, obras de S. Engrácia?


A BMEL – Biblioteca Municipal Eduardo Loureço está encerrada para obras
As Piscinas Municipais estão ou vão encerrar para obras.
É normal que se façam obras de recuperação e manutenção
O que não é normal é sabermos quando começam as obras mas não sabemos quando acabam.
Dias? Semanas? Meses? Quantos?

sexta-feira, 8 de fevereiro de 2019

Américo Rodrigues, Director Geral das Artes


Foto: Américo por Alexandre Costa
Foi com deleite, gozo, delícia, gosto, alegria, contentamento que tomei conhecimento da nomeação de Américo Rodrigues para Director Geral das Artes.
A azia anda por aí.
Até os jornais on-line da Guarda que publicaram a notícia, parece que azedaram
Limitaram-se a pouco mais do que transcrever a notícia da Lusa.
Podem vir agora com grandes entrevistas, mas a primeira impressão é que conta. Estariam à espera das ordens do patrão?
Parabéns Américo e que tenhas muita sorte nesta nova experiência na capital do reino.

Paraíso para Eurodeputados – A concorrência é muita


Ser Deputado Europeu é muito duro. Além de não prestarem contas a quem os elegeu, ainda não têm tempo suficiente para gastar tudo o que lhe colocam à disposição. Precisam de mais tempo livre.
Lá dizia aquele deputado “Marinho E Pinto” é obsceno o que se ganha mas ainda não chega.
Vamos a números de 2017:
1 - Subsídio mensal - vencimento bruto de um eurodeputado - 7 956,87 Euros
2 – Valor líquido após imposto comunitário e contribuição para seguro - 6 200,7 Euros
3 - Subsídio de estadia por cada dia que estejam nas reuniões - 304 Euros
4 - Reuniões fora da EU 152 Euros e reembolso das despesas de alojamento
5 - Despesas de viagem - reembolso do custo das viagens para participar nas reuniões apresentando recibos ou a €0,50 por km, a que acrescem outras despesas de viagem, se a viagem for efetuada em automóvel privado.
6 - Subsídios para despesas gerais - 4 299 mensais, para cobrir os custos de gestão de um gabinete, telefone, correio ou material informático;
7 - Despesas com pessoal - os deputados podem escolher o seu staff e, para tal, têm disponível um máximo de 21 209 Euros mensais, pagos diretamente aos colaboradores. Um quarto deste orçamento pode ser usado para pagar serviços, como a realização de estudos técnicos.
8 - Escola Europeia - os filhos dos deputados têm acesso à Escola Europeia, que podem frequentar gratuitamente, com total equivalência ao sistema de ensino português.
9 – Pensão de reforma - os antigos deputados têm direito a uma pensão de aposentação, ao atingirem 63 anos. A pensão ascende a 3,5% do subsídio por cada ano de mandato, até ao limite máximo de 70% do vencimento.

quarta-feira, 6 de fevereiro de 2019

Teoria da conspiração para uma lista de Deputados para a Europa e outras ninharias


Alguns jornalistas ditos de investigação, estão a utilizar um método bastante interessante: Escrevem uma narrativa e vão encaixando os dados nessa narrativa, mesmo que os dados sejam manipulados e muita informação seja truncada ou sonegada.
Assim, neste tempo de preparação de listas para Deputados Europeias e Deputados Nacionais, as narrativas de um comentador de investigação poderiam começar assim:
1 – Era uma vez um Presidente de Câmara que quer ser Deputado Europeu
2 – Era uma vez um Presidente de Câmara que quer ser Ministro e não Deputado Nacional
3 – Era uma vez um Presidente de Câmara que queria uma mulher como deputada Europeia
4 – Era uma vez um Presidente de Câmara que quer continuar a ser Presidente de Câmara
5 – Era uma vez um Presidente de Câmara que está farto de ser Presidente de Câmara porque só é endeusado por alguns seguidores.
Depois é só ir juntando o que se vai lendo em jornais de referência e ouvindo comentadores de referência
1 - O partido do Presidente da Câmara tem apresentado mais candidatos homens que mulheres e não há lugar para todos
2 – Como em todas as escolhas as comissões distritais andam em polvorosa querendo impor os seus elementos
3 – Há uma distrital em Coimbra que se demitiu e isso abriu perspetivas para uma mulher
4 – O Presidente da Câmara é visto muito encostado ao Presidente do Partido
5 – Há quem diga que o que o que Presidente da Câmara diz o Presidente do Partido vai atrás
Em conclusão:
Há um Presidente de Câmara que não vai para Deputado Europeu porque quer ser Ministro e pode melhor controlar a Câmara, que continua a presidir e tem uma mulher que vai ser Deputada na Europa, porque Deputada em Portugal já foi.
Em menos de 10 dias poderemos saber.