domingo, 23 de Novembro de 2014

Nova “Marca Covilhã”


Presidente da CCDRC puxa orelhas aos Autarcas

Sede da Comunidade Intermunicipal das Beiras e Serra da EstrelaPaço do Biu, Guarda
A Presidente da CCDRC – Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Centro, puxou as orelhas aos Presidentes das Câmaras que compõem a Comunidade Intermunicipal das Beiras e Serra da Estrela por causa do “Plano Estratégico 2020” e só não lhes chamou analfabetos por elegância ao dizer-lhes para lerem bem os regulamentos.
As novas estradas, os túneis, os Itinerários Complementares, os Itinerários Principais, o Aeroporto, nada disso entra nas contas da Comunidade Europeia.
Como se sabe estes projectos foram tirados do fundo da gaveta e introduzidos agora a ver se passava. Não devem passar.
Agora vai ser uma pressa a fazer novo Plano que se enquadro no Projecto Nacional dos Fundos Comunitários até ao ano 2020.
Estes podem ser os últimos fundos para o desenvolvimento regional. Após 2020, e pelo que se está a ver, emigramos todos. 

sábado, 22 de Novembro de 2014

O Presidente da República vai ter gabinete num Convento

 Convento do Sacramento de Alcântara, Lisboa. Foto: RGPSousa Blogue
O Presidente da República já escolheu o local para onde irá trabalhar, após acabar o seu mandato.
O local escolhido situa-se em parte de um antigo Convento do Sacramento, Dominicano, em Alcântara
Além dos gabinetes do Presidente também servirá de base a alguns serviços do Ministério dos Negócios Estrangeiros, nomeadamente do Instituto Diplomático.

100 Anos da GNR no Distrito da Guarda

Domingo, 30 de Novembro, 14H30
Estação do caminho-de-ferro da Guarda-Gare e depois no Parque Urbano
Comemoração dos 100 anos da chegada à Guarda de uma companhia da Guarda Nacional Republicana, constituída por 100 homens e que aconteceu no dia 2 de Dezembro de 2014.
Haverá uma recriação histórica do acontecimento

sexta-feira, 21 de Novembro de 2014

As taxas e os mapas

Os Membros da Entidade “Turismo do Centro de Portugal” reunidos em Viseu decidiram por unanimidade condenar o Presidente da Câmara de Lisboa, que, para quem não saiba é António Costa, candidato a Primeiro-ministro, por ter proposto uma taxa e uma taxinha para os turistas que chegam a Lisboa.
Para quem não saiba a Entidade “Turismo do Centro de Portugal” vende aos turistas que querem visitar Coimbra e por 50 cêntimos, um simples mapa da cidade e não passa recibo.

Hipocrisia política

1  – A demissão do Ministro
Foi com um coro de elogios que foi recebida a decisão do Ministro da Administração Interna de pedir a demissão. Foram políticos, jornalistas, comentadores e sociedade civil, militar e paramilitar a elogiar a demissão.
E fez ele alguma coisa que não devia ter feito? Não. A sua decisão era esperada e o Ministro não tinha saída. Entre ser queimado em lume brando, tomou a decisão que tinha que tomar: demitiu-se e isto não merece elogios, apenas se compreende. Se outros não o fizeram por coisas maiores, já é outra questão.
(Não esquecer que o Ministro deixou no fundo da gaveta o famoso relatório dos polícias na escadaria da Assembleia. Não quis tomar decisões, nem explicar a razão da demissão do chefe da polícia)
2 – Postos de trabalho
Quem cria mais postos de trabalho, o CDS ou o BE? Sem dúvida nenhuma o CDS
(A pergunta original de Paulo Portas é: Quem cria mais postos de trabalho, a Reimax ou o BE?)
3 – Subvenção para políticas
A proposta de lei para retomar o pagamento de subvenções vitalícias a  alguns políticos não andou, caiu.
A proposta conjunta do PSD e do PS, caiu.
Quando a decisão foi anunciado no Plenário da Assembleia da República, os Deputados receberam a notícia com aplausos, ovação, talvez de pé, por não terem de votar uma lei que já estava aprovada e não sentirem a cólera dos seus eleitores. (Também ficaram aterrorizados com os comentários das redes sociais e fóruns tipo antena aberta)

quinta-feira, 20 de Novembro de 2014

Miguel Torga: Homenagem de Coimbra

(Largo da Portagem/Rua Ferreira Borges em Coimbra)

Comunicado

Na frente ocidental nada de novo
O povo
Continua a resistir.
Sem ninguém que lhe valha,
Geme e trabalha
Até cair.

(Coimbra, 18 de Abril de 1961). Diário IX diários 2º vol. Dom Quixote 1999
Miguel Torga nasceu a 12 de Agosto de 1907 em S. Martinho de Anta, Sabrosa e morreu a 17 de Janeiro de 1995 em Coimbra.
Miguel Torga é pseudónimo de Adolfo Correia da Rocha, foi médico e também se destacou nas letras como poeta, contista, romancista, dramaturgo.

O Primeiro sintético

“A Câmara Municipal da Guarda anunciou, na passada, que vai inaugurar o primeiro campo de jogos do concelho com arrelvamento sintético, a 27 de novembro, no âmbito das comemorações do Dia da Cidade”.
Sendo o primeiro será que haverá mais?
Sabendo que na Guarda o futebol sénior é muito fraco (I/II Divisão distrital)
Sabendo que o Clube Desportivo do Mileu é a equipa sénior mais activa e tem campo pelado próprio
Sabendo que o NDS – Núcleo Desportivo e Social é o clube mais activo e com mais projecção a nível nacional nas camadas jovens e tem campo pelado próprio
Será que as equipas do Mileu e do NDS vão abdicar dos seus campos e passam a utilizar o campo sintético?
Já existe regulamento para a utilização do sintético?
A quem vai servir?

quarta-feira, 19 de Novembro de 2014

Casa do Bairro do Bonfim

As fotografias mostram a degradação e vandalização de uma casa no Bairro do Bonfim, Rua Mestre de Avis.
O método é sempre o mesmo: Parte-se um vidro, depois outro e mais outro, depois abre-se parte da janela e depois a outra parte e senão houver alarido e ninguém se queixar, entra-se. Lá dentro tudo pode acontecer. 

Novas Empresas na PLIE

A PLIE - Plataforma Logística de Iniciativa Empresarial da Guarda vai acolher sete novas empresas.
É num investimento de cerca de 2 milhões de euros e podem criar 30 postos de trabalho.
Os contratos promessa de compra e venda dos lotes foram assinados na passada segunda-feira.
As empresas que se querem implantar representam várias actividades, Oficinas de reparação e de desmontagem e comercialização de peças, Transportes, Lacticícios, Comércio de rações e cereais, Filtros para a indústria e Produtos de limpeza.
A área a ocupar pelas empresas é de cerca de 25 mil m2.
Destas empresas, algumas apenas ampliam o espaço que já ocupam, outras que se transferem da cidade para a plataforma há duas, uma do Ovar e outra de Beja, que querem fazer a logística a partir da Guarda.
Apesar de ter recebido uma Plataforma com grande qualidade, criticada por mutos daqueles que agora são seus indefectíveis defensores, o Senhor Presidente não se coíbe de dizer que a saída para a PLIE é a bancarrota e é a solução contra o desleixo do passado, criando-se um novo modelo de gestão.

terça-feira, 18 de Novembro de 2014

Os Deputados não gostam de polícias

Assembleia da República (Foto: Jornal Público)
Continua a ser claro que os Deputados à Assembleia da República não gostam de polícias.
Os “Inquéritos Parlamentares” são a prova disso.
Os Deputados tentam demonstrar que foram os polícias que não fizeram o seu trabalho em vez de tentar provar que houve fraudes.
Foi assim no BCP, no BPP, no BPN, nos Submarinos e agora no BES. Quem está a ser julgado é a polícia. 

Contradizer_2 – Augusto Gil


21 de Novembro – Augusto Gil
Augusto Gil
António José Dias de Almeida
Vasco Queiroz
Américo Rodrigues
Ana Dinis
João Paulo Neves
Hugo Ramone
António Godinho
Local: Casa onde viveu Augusto Gil, junto à Praça Velha, na Rua Augusto Gil

segunda-feira, 17 de Novembro de 2014

Ninguém ficará impune a partir de agora

“Ninguém está acima da lei e a partir de agora ninguém ficará impune”
Exmo. Presidente do Supremo Tribunal de Justiça
Exmo. Procurador-Geral da República
Exmo. Provedor de Justiça
Exma. Ministra da Justiça
A frase “Ninguém está acima da lei e a partir de agora ninguém ficará impune” já foi proferida diversas vezes pela Senhora Ministra da Justiça.
Se a referida frase for levada à letra, isso quer dizer que durante muitos anos a justiça em Portugal não funcionou e muita gente ficou impune pelos crimes cometidos.
A bem da justiça, as afirmações da Senhora Ministra deveriam ser devidamente consideradas e tratadas, de modo a que os criminosos não fiquem impunes.
Se as palavras da Senhora Ministra, foram apenas palavras de circunstância, deveria ser chamada a retratar-se publicamente, pedindo desculpa pelas suas palavras.
Adenda: Esta nota não seguiu para os destinatários, um dia, pode seguir.

Daniel Rocha: Novo Livro de poesia

20 de Novembro de 2014
18h30 horas
Salão Nobre da Santa Casa da Misericórdia de Gouveia
Livro: Tenho uma pedra na cabeça no lado esquerdo anterior frontal ou nada disto
De Daniel António Neto Rocha
Apresentação de António José Dias de Almeida
Leitura de alguns poemas por parte de Américo Rodrigues