sábado, 29 de abril de 2017

Sem Memória e sem Respeito - 2

Existia lá um “barroco” com a lápide mostrada na fotografia. Desapareceu tudo. Barroco e Placa.
Era a homenagem do Município da Guarda e dos Guardenses ao “General sem Medo” Humberto Delgado.
Quando questionado na última Assembleia Municipal sobre este tema o Presidente respondeu: Foi um problema que surgiu nas obras de remoção tendo sido deteriorada a placa, vai ser reposta quanto antes.
O que aconteceu?
Para o Arquitecto e para o Presidente aquilo era entulho que desfigurava a estética do jardim. Não representava nada, nem memória nem respeito. Vai para a lixeira com o resto e ninguém nota.
Só que se notou e agora aparece esta desculpa esfarrapada.
Porque se houvesse intenção de colocar a placa depois de deteriorada tiveram mais de seis meses para a reparar e coloca-la num local digno.
E já agora por que razão uma placa tão simples de retirar foi estragada? Haverá inquérito para a culpa morrer solteira?
Felizmente que ainda há gente com memória e vai dizendo as coisas, contra a falta de memória cde muitos.

sexta-feira, 28 de abril de 2017

ULS: Novo Conselho de Administração

Capela do Hospital Sousa Martins
Já são conhecidos 5 dos 6 elementos do novo Conselho de Administração da Unidade Local de Saúde, apenas falta o elemento a nomear pela Comunidade Intermunicipal.
Vamos ter 5 mulheres e talvez um homem. Os nomeados até agora, 5 mulheres.
Três médicas, uma enfermeira e uma administradora hospitalar e todas do Distrito, julgo eu.
Espero um bom desempenho.
Lamentável continua a ser a posição dos Autarcas não só da Guarda mas também do País. Só sabem nomear camaradas seus. Competência não interessa.
Só conhecem gente das autarquias e raramente nomeiam gente da sociedade civil e por isso não é aceitável que se nomeie um presidente de câmara para o lugar ainda disponível na Administração da ULS.
Azia: Com a nomeação da Administração da ULS anda muita gente com Azia

quinta-feira, 27 de abril de 2017

Novo Blogue na Guarda

Apareceu um novo blogue na Guarda: Pêlo na Venta
“Um balcão onde se mercam as lambarices da política guardense, sem ripanço nem arreganho…”
Até pode acontecer que este Blogue tenha surgido apenas por razões eleitorais, tal como aconteceu em 2013 em que surgiram uma dezena deles e quase todos com objectivos eleitorais e concretos, e tal como nasceram assim morreram.
Para bem da Guarda vamos esperar que isto não suceda e bem vindo à blogosfera que está a ficar decadente e fora de moda.

quarta-feira, 26 de abril de 2017

Sem Memória e sem Respeito

Era de Noite e Levaram
José Afonso
Era de noite e roubaram
Era de noite e roubaram
O que nesta casa havia
Na casa havia, na casa havia
Rosa branca, rosa fria
Rosa branca, rosa fria
Na boca da madrugada
Da madrugada, da madrugada

Hei-de plantar-te um dia
Hei-de plantar-te um dia
Sobre o meu peito queimada
Na madrugada, na madrugada

Pois vem esta cantiga de José Afonso a propósito do “roubo” que fizeram no Jardim José de Lemos.
Existia lá um “barroco” com a lápide mostrada na fotografia.
Era a homenagem do Município da Guarda e dos Guardenses ao “General sem Medo” Humberto Delgado.
Desapareceu tudo. Barroco e Placa.
Se do Arquitecto já se espera tudo, porque não tem memória, já do Presidente da Câmara se esperava respeito. Mas nem um nem outro têm memória nem respeito pelo passado., e assim aos poucos a Guarda vai sendo desfigurada, com o único objectivo de lavar o passado e mostrar que a Guarda terá nascido em Outubro de 2013.
E já agora, barroco e placa foram depositados no armazém ou foram para a lixeira?

terça-feira, 25 de abril de 2017

Listas para as Freguesias: A guerra está aberta

Se as listas para a Câmara e Assembleia estão neste momento em banho-maria e aparentemente sem grandes convulsões, nas freguesias as guerras estão a começar.
Não são só questões familiares, família política e família sanguínea, que estão a fomentar pequenas guerras pelo acesso à Presidência das Juntas.
É o passado.
Em mais de meia dúzia de freguesias, quem está a ganhar o jogo das listas e com fortes probabilidades de ganhar as presidências, são os candidatos da lista Guê que vão concorrer pelo PSD e pelo Amaro, pondo fora das listas os candidatos naturais do PSD.
Também há casos de gente do PS que está a ser aliciada para concorrer pelo Amaro, não pelo PSD, como ele diz.
Se o PS e o BE estiverem atentos poderão aproveitar-se do descontentamento dos preteridos e fazerem listas fortes e ganhadoras.
Em muitas freguesias, estou convencido, que haverá muitos independentes a formar listas que serão apoiadas pelos partidos.
O grande problema para os independentes e para os não Amaro, pode colocar-se depois, se ganharem. Só irá haver transferências para essas juntas o que a lei obriga.
Nota: A palavra de ordem tem sido, já não preciso de vós, obrigado pela colaboração, agora há outros melhor colocados. Usar e deitar fora.
O 25 de Abril também se fez para isto, usar e deitar fora. E criar caciques independentes e que antes foram dependentes.

segunda-feira, 24 de abril de 2017

A Guarda replanta-se

A Guarda está a replantar-se em período pré-eleitoral

domingo, 23 de abril de 2017

Subsídios para Associações

Quem pode informar onde podemos ter acesso ao valor do subsídio dado às associações? Pergunta-me alguém e acrescenta ainda, há algumas associações que nunca se ouve que façam alguma coisa durante um ano, mas para receber o dinheiro já comparecem. Já são para aí umas 90 as que recebem subsidio!
Fazendo minhas as palavras deste meu leitor também pergunto, onde são publicadas as listas de subsídios atribuídos?

sábado, 22 de abril de 2017

Os anúncios no Centro Histórico

Quando havia regulamento de construção no Centro Histórico até os anúncios eram regulamentados. Felizmente que agora cada um pode pôr a imaginação funcionar e colocar o que lhe der na real gana.

sexta-feira, 21 de abril de 2017

Parque de estacionamento da Sé

Ao lado da Sé, no Largo Dr. Amândio Paul, foi criado um parque de estacionamento tipo chego, estaciono, os outros imitam-me e a polícia não multa.
Sugiro que seja oficializado e que pintem no lajedo os respectivos lugares, para melhor ordenamento, apesar de não haver anarquia e todos estacionarem direitinho.

quinta-feira, 20 de abril de 2017

A Grade na Muralha

Como já é do conhecimento público a Câmara da Guarda mandou colocar uma grade nas muralhas pra impedir o acesso a jovens que poderiam cair depois de saírem dos bares.
Esta é a história que nos contaram e vamos acreditar, por agora.
Mas se é pelo perigos de os jovens caírem há muitas grades a colocar em toda a cidade.
Desde as escadas da Sé, às escadas da Misericórdia, às escadas Frei Pedro até às escadas de muitos bares que não têm grades.
E por falar queda e em risco de queda. Quantos incidentes já foram registados até hoje? Quantos deram entrada no hospital? Que eu saiba nada foi noticiado e se não foi noticiado, não aconteceu.
E ainda, fizeram alguma análise de risco para tomar a decisão de colocar aquelas grades tão bonitas? Não.
Poderiam ter aproveitado as dos antigos Paços do Concelho na Praça Velha? Podiam, mas  não era a mesma coisa.
A história é outra. O barulho dos meninos incomodavam os vizinhos e o mais fácil foi fechar. Dia e noite.
Se a causa é o barulho porque é que não fecham a grade só de noite, abrindo-a de dia aos visitantes? 

quarta-feira, 19 de abril de 2017

Humor negro: Guarda Renasce

Ampliação de cemitérios
A Guarda Renasce
Parece haver alguém na câmara com um sentido de humor muito negro
Classificar “A Guarda Renasce” na ampliação de cemitérios, não me parece muito normal, mas é capaz de ser assim. 

terça-feira, 18 de abril de 2017

O Lajedo da Praça Velha e a Rua do Comércio

A rua do Comércio que entronca na Praça Velha vai ser requalificada.
Vão ser gastos umas centenas de milhares de Euros com umas floreiras e uma iluminação super especial numa rua que está requalificada.
Ali ao lado, o lajedo da Praça Velha continua a degradar-se a olhos vistos e nem um cêntimo tem sido gasto na recuperação da via transitável ou quase intransitável para os veículos automóveis.

segunda-feira, 17 de abril de 2017

Projectos em overbooking

Overbooking: Termo utilizado pelos Autarcas e que se refere à entrega de múltiplos projectos com valor muito acima do dinheiro disponível, esperando que com o rateio lhe possa caber o maior valor possível. (A definição é minha, não é científica)
E é por isso que muitos Autarcas da Região Centro andam furiosos. Aproximam-se as eleições autárquicas e o dinheiro, que pode não haver, não chega. E já estão a protestar na CCDRC – Comissão de Coordenação e Desenvolvimento da Região Centro.
Não faço ideia se a Guarda, Concelho, está na lista. Aguardamos protestos, protestando contra o Governo Central. Lisboa é que está a estragar tudo.
Diz a Presidente da CCDRC, sobre o overbooking e QREN/Mais Centro:
Foram aprovados 194 projectos de forma condicionada no valor de 69,1 milhões de Euros
Foi retirada a condição a 102 projectos no valor de 39,8 milhões de Euros
Estão pendentes 82 projectos no valor de 29,4 milhões de Euros
O overbooking visa cobrir quebras na execução e fazer face a eventuais correções financeiras resultantes de auditoria. As entidades com contratos não têm garantia de financiamento

domingo, 16 de abril de 2017

A Guarda ainda tem Queijo da Serra

"Queijo Serra da Estrela leva autarcas a Newark". Ou será que foram os autarcas a levar uns queijitos no porão?
A 32ª edição do Festival do Queijo Serra da Estrela, no Sport Clube Português em Newark (EUA), tem início amanhã e contará com a presença de 11 autarcas serranos. Durante o festival, os visitantes poderão degustar queijos, presuntos, compotas variadas e enchidos, bem como provar vinhos nacionais. Um dos principais objetivos deste evento é divulgar os produtos regionais portugueses nos Estados Unidos.
Os municípios de Gouveia, Fornos de Algodres, Guarda, Fundão, Covilhã, Seia e Figueira de Castelo Rodrigo vão estar representados pelos seus autarcas. Esta festa contará ainda com a presença do presidente do conselho diretivo e do vice-coordenador da Associação Nacional de Freguesias para o distrito da Guarda, José Pina Prata e Luís Filipe Reis, respetivamente. Está também confirmada a presença de representantes da Associação Comercial da Guarda, da Associação de Bombeiros do distrito e da Comunidade Intermunicipal das Beiras e Serra da Estrela (CIMBSE).

sábado, 15 de abril de 2017

Inquéritos eleitorais

O jornal Interior colocou on-line mais um inquérito, desta vez sobre candidatos à Câmara.
Nestes inquéritos tudo pode acontecer. Vejamos
Pergunta: Em qual dos candidatos à Câmara da Guarda já conhecidos votaria se as eleições fossem agora?
Respostas:
Álvaro Amaro (PSD) - 21,51%
Eduardo Brito (PS) - 24,63%
Jorge Mendes (Bloco de Esquerda) - 51,78%
Não sabe/ Não responde - 2,08%

sexta-feira, 14 de abril de 2017

Candidaturas à Câmara Guarda

1 – Já são conhecidos alguns candidatos à Câmara da Guarda:
Pelo PSD, Álvaro Amaro, de Gouveia, Reformado. Pelo PS, Eduardo Brito de Seia, Reformado. Pelo BE, Jorge Mendes, Professor no IPG. Se o PCP apresentar o candidato de 2013 teremos Mário Triunfante Martins, Reformado, de Chaves.
Sendo assim é possível que um dia destes possa aparecer nos jornais da Guarda o seguinte anúncio:
Precisa-se/Oferece-se, Reformado de Gouveia, ou de Seia, para encabeçar lista à Câmara da Guarda. Assinado Partidos sem candidato ou Candidatos sem Partido. Eu cumpro todos os requisitos…
2. Do Editorial do Jornal Interior
 “Álvaro Amaro, habilidosamente, e para não deixar espaço mediático ao anúncio da escolha do candidato socialista (Eduardo Brito), torpedeou aquele que deveria ser o momento de algum protagonismo da concelhia do PS, apresentando direção de campanha, direção financeira e primeiro nome à Assembleia Municipal, Cidália Valbom. O resto fica para depois, que ainda falta muito tempo. Mas, curiosamente, “à mesa de café”, falou-se mais da presença no TMG dos socialistas Vergílio Bento, José Manuel Brito e Pedro Pires do que dos nomes apresentados pelo candidato do PSD. A presença dos elementos da presuntiva candidatura independente, que dividiu os socialistas da Guarda há quatro anos e promete continuar a prejudicar o PS em 2017, deixou muita gente estupefacta”.
“Vergílio Bento era conotado com a extrema-esquerda e chegou ao PS pela mão de Maria do Carmo Borges, de quem foi vereador durante meia dúzia de anos. Depois foi vice-presidente da Câmara com Joaquim Valente, que substituiu muitas vezes, durante oito anos. E dirigente do PS. Partido que abandonou porque não o deixaram ser o candidato a presidente da Câmara - e ainda há poucos meses se mostrava disponível para encabeçar uma candidatura socialista se o partido lhe pedisse… Álvaro Amaro já o tinha indigitado para primeiro secretário da CIM (num jantar em Gouveia, logo após as eleições de 2013, e ainda antes de tomar posse na Guarda, com os eleitos pelo PSD do distrito, mas os demais autarcas não lhe reconheceram méritos para o lugar e a promessa de Amaro para pagar o apoio «dos independentes ficou a marinar») e foi mantendo o antigo vereador socialista por perto para poder dizer que a sua candidatura é abrangente e vai muito para além do PSD, de que não precisa e não ouve”.
“Amaro segue à risca o plano do domínio eleitoral do concelho e vai pescando à linha: três votos à esquerda (que é o que representam hoje os socialistas trânsfugas) e dois à direita. Pode não dar para chegar ao 6-1 mas serão mais umas pedras no caminho de Eduardo Brito e da candidatura independente com o apoio do CDS”.
3 – Parece que no PSD estão a aparecer uns trânsfugas. São quadros intermédios com aspirações a voos mais elevados e que estão a ver que já não é no próximo quadriénio que chegam ao poder. Há partidos interessados na sua contratação. E parece que hã mais gente interessada em aparecer nos MPT, nos PT, nos PRD e outros partidos assim, e até pode haver repetentes.

quinta-feira, 13 de abril de 2017

A ata da CIMBSE sobre a sede

No dia 9 de Dezembro de 2013 reuniu a Assembleia da CIMBSE – Comunidade Intermunicipal das Beiras e Serra da Estrela onde entre outras coisas decidiu:
1 – Eleger para Presidente da CIMBSE entre 9 de Dezembro de 2013 e 31 de Dezembro de 2015. O Presidente da Câmara da Covilhã
2 – Eleger para Presidente da CIMBSE entre 1 de Janeiro de 2016 e o final do mandato autárquico, o Presidente da Câmara do Fundão.
3 – No presente mandato, quadriénio 2013/2017, a sede da CIMBSE funcionará no Município da Guarda.
A ata não conta o que se discutiu. Regista o que se aprovou e por isso o que se diz é para deixar dizer e não serve para mais nada. 

quarta-feira, 12 de abril de 2017

Cine Estúdio Oppidana: Guarda Renasce

Estas são imagens do Cine Estúdio Oppidana, antiga sala de cinema, construída nos baixos do Hotel Turismo da Guarda.
Dado o seu estado mau estado, visível do exterior, com vidros partidos e coisas à porta prontas a levar, respondam ao inquérito:
1 – A sala está a ser remodelada para ser entregue a uma associação?
2 – A sala está a ser vandalizada e a ser roubado o que ainda resta?
3 – A sala serve de abrigo a gente necessitada?
4 – A sala está assim, porque interessa que esteja assim, e visível, para servir de pedra de arremesso?
5 – Está assim porque na Guarda não há ninguém que saiba da existência desta sala?

terça-feira, 11 de abril de 2017

Adjudicações de Março de 2013 de 2017



As adjudicações do Mês de Março de 2017 estão viradas para as eleições.
Arranjo de jardins: 315 mil Euros. Arranjo de pavimentos: 320 mil euros. Arranjo de passadeiras: 147 mil Euros. Arranjos da sinalização horizontal: 178 mil Euros. Projecto de passadiços: 67 mil euros. Separadores centrais: 148 mil euros. Acresce o IVA..
Pode ver em:
http://www.base.gov.pt/Base/pt/ResultadosPesquisa?range=25-48&type=contratos&query=texto%3D501131140%26tipo%3D0%26tipocontrato%3D0%26cpv%3D%26numeroanuncio%3D%26aqinfo%3D%26adjudicante%3D%26adjudicataria%3D%26desdeprecocontrato_false%3D%26desdeprecocontrato%3D%26ateprecocontrato_false%3D%26ateprecocontrato%3D%26desdedatacontrato%3D%26atedatacontrato%3D%26desdedatapublicacao%3D%26atedatapublicacao%3D%26desdeprazoexecucao%3D%26ateprazoexecucao%3D%26desdedatafecho%3D%26atedatafecho%3D%26desdeprecoefectivo_false%3D%26desdeprecoefectivo%3D%26ateprecoefectivo_false%3D%26ateprecoefectivo%3D%26pais%3D0%26distrito%3D0%26concelho%3D0&ordering=sort%28-publicationDate%29

segunda-feira, 10 de abril de 2017

Passadeira engalinhada

Esta passadeira na Rotunda do Centro Coordenador de Transportes, Rua António Sérgio, ou anda engalinhada ou é laboratório de ensaios das passadeiras da Guarda.
Vem uma equipa altera o lancil, rebaixa o separador central e pinta a passadeira. Tempos depois vem nova equipa e repõe o anterior e vai sendo assim.
Agora deixaram o trabalho a meio. Alteraram o lancil, rebaixaram noutro mais abaixo mas esqueceram-se da passadeira. Agora não bate a bota com a perdigota.
Até à próxima alteração.
Nota boa: A casa em ruínas nesta rotunda já esta a ser intervencionada ou consolidada.

domingo, 9 de abril de 2017

Estação do Barracão

Esperando pelo comboio, que chegará sem fazer barulho.
Dizem que vai ser eléctrico.

sábado, 8 de abril de 2017

Questão ao Deputado

Enviei ao Deputado eleito pela Guarda a seguinte mensagem:
Exmo Senhor Deputado Santinho Pacheco
Tenho andado um bocado baralhado com os projectos ferroviários que envolvem a Beira Interior.
Hoje mesmo o Senhor Ministro Pedro Marques vem dizer:
"Portugal tem atualmente em curso três projetos internacionais de "grande importância" que necessitam de "grande coordenação" com Espanha: o corredor norte (ligação Aveiro-Vilar Formoso-Salamanca), o corredor sul (ligação Sines-Caia-Madrid) e a linha do Minho (Porto-Valença-Vigo"
Já que eu não posso questionar directamente o Senhor Ministro venho pedir-lhe que me ajude a ficar esclarecido sobre a Linha da Beira Alta e sobre uma linha desconhecida que chamam Aveiro - Mangualde.
Sabendo que só há fundos da UE para a linha da Beira Alta, quando é que se clarifica a situação?
Com os melhores cumprimentos
Sabem qual foi a resposta? Não houve resposta. Mais uma vez o Senhor Deputado não responde às mensagens que os eleitores lhe enviam.

sexta-feira, 7 de abril de 2017

Igreja: Embargo. Em vez de cal, tinta plástica.

Foto e notícia do “Jornal Público” Idálio Revez, 5 de Abril de 2017
O pároco da Paróquia de Olhão mandou pintar a igreja com tinta plástica em vez de cal e justifica a ilegalidade com a “boa-fé” de quem não sabia de que era preciso autorização para mandar fazer obras num monumento classificado de interesse público.
A Direcção de Cultura do Algarve embargou as obras.
Ainda bem que os Antigos Paços do Concelho, o Quintal Medroso e a fachada do Posto de Turismo não são pintados a cal e por isso não precisam de autorização da Direcção de Cultura do Centro.

quinta-feira, 6 de abril de 2017

Rua Capitão Pessoa/ Rua da Quinta dos Padres

Na Rua Capitão Pessoa/ Rua da Quinta dos Padres, cá no alto do Bairro da Senhora dos Remédios, as vistas não são famosas.
É quase ao lado de um grande placard a dizer que estão a requalificar as ruas e que foi colocado ontem.
Também ao lado existe uma Praceta a que chamam Madre Penha. Com tanta pedra espalhada, até parece que ali se desenrolou uma grande batalha pedral.

quarta-feira, 5 de abril de 2017

A campanha eleitoral já começou

1 – Acontecimento verdadeiramente nacional: O espectáculo, de Ana Moura a 25 de Abril no TMG, esgotou a lotação, sem abrir a bilheteira. Notável. Consta-se que um mecenas comprou toda a lotação para a oferecer aos conhecidos.
Esperto foi o empresário que organizou o espectáculo que programou outro para o dia seguinte. Espera-se novo mecenas para comprar os bilhetes e os ofereça aos amigos.
2 - Em tempos que já lá vão o “Quarto poder” era um programa de grande discussão, pura e dura. Agora os tês intervenientes estão juntinhos na mesma barca. Agora que a campanha eleitoral já começou como vai ser? Propaganda até às eleições?
3 – Quem foi o herói do chapéu que conseguiu irritar o Presidente de câmara, e fazer com que abandonasse a sala por se recusar a tirar o dito numa reunião aberta do executivo? A calma do herói dizem, foi de realce, calmamente respondeu que tirar o chapéu só o tira perante outra entidade, que não um Presidente. O Presidente saiu, votou a entrar e o senhor ficou com o chapéu na cabeça
4 - As poucas fotos com divulgação pública da apresentação da estrutura da campanha de Álvaro Amaro estão disponíveis no facebook de uma rádio. Fotografias comprometidas. Alguns dizem que estiveram, outros dizem que foram e saíram. Como se sabe, as fotografias mentem, só captam o momento e não o movimento. Ficamos a aguardar as listas e a procissão.
5 - Viver à sombra e à custa do poder e na primeira oportunidade passaram-se. Na segunda oportunidade apresentaram-se a mendigar.
6 – É claro que há uma coligação na Guarda: PPD-PPG-PP. E se fosse possível a sigla PSD n~
Ao aparecia no boletim, mas tem que aparecer. E não é por renegar o partido, vocês sabem porque é.
7 – A pedido de várias gentes, descrevo aqui o meu dia de trabalho: Chego ao local de trabalho por volta das 10 horas e vou até à sala de fumo, fumar um cigarro. Em seguida saco o meu iphone e vejo os emails. Dirijo ao café mais próximo, tomo um café e aproveito para fumar um cigarro. Já são 10 horas e 45 minutos. Vou até ao gabinete arrumo a secretária que ficou arrumada e limpa do dia anterior e ligo o computador. Entro no facebook e coloco os gostos do costume, 11 horas e 15 minutos. Vou até à sala de fumo, dois cigarros e umas larachas, 11 horas e 45 minutos. Desligo o computador é quase meio-dia, horas de almoço e trabalho político. Bolas, três da tarde, já estou atrasado, espero que o chefe não tenha perguntado por mim. Não, não se lembrou. Sala de fumo, cigarro, ver que emails chegaram. Toma café, fumar um cigarro, charlar, abrir computador, ver facebook, fumar cigarro, colocar os gostos, desligar o computador, arrumar a secretária arrumada. 17 horas, sair finalmente, que dia cansativo. Vou para o trabalho político.
Amanhã, depois de amanhã, trespois de amanhã, até sexta-feira que nunca mais chega. Os dias sempre iguais, excepto quando o chefe chama para umas charlas. Sexta-feira sair as 4 da tarde, os amigos esperam no café, fazer o resumo da semana, beber uns copos. Chega atrasado como sempre. Com ar de atarefado. Tenho 250 emails para responder e 1561 para “dilitar”. Vai começar o fim-de-semana de trabalho político, que bom, muito melhor que trabalhar. E estamos em campanha eleitoral, preciso de garantir o meu trabalho.
8 – Brevemente deveremos conhecer o calendário das inaugurações, pois já andam muitos a fazer que andam mas não andam.

terça-feira, 4 de abril de 2017

Obras públicas no Centro Histórico

Já que a Comunicação Social da Guarda não manifesta interesse em conhecer os despachos da Direcção da Cultura do Centro, venho pedir ao Senhor Vereador do PS, que tem acesso aos despachos, que os divulgue aos Munícipes da Guarda.
A divulgação não é só uma questão de cidadania, é também para se conhecerem as linhas de orientação de aprovação de projectos no Centro Histórico da Guarda.
Entre outros, três despachos que eu gostaria de conhecer:
1 - Ornamentação da entrada do “Welcome Center” na Praça Velha
2 - Marquise e janelas dos antigos Paços do Concelho na Praça Velha
3 - Novo edifício para a Comissão Vitivinícola da Beira Interior, junto à muralha e no Quintal Medroso do Solar Teles de Vasconcelos.
Obrigado pela atenção.

segunda-feira, 3 de abril de 2017

As pequenas coisas do dia-a-dia

A Boca-de-incêndio com a protecção ao lado
Tijolos a servir de banco
São dois exemplos do que se vai passando por aí. Fazem-se grandes obras, com aparato e nas pequenas coisas não há cuidado.
Ali ficam semanas, abandonadas esperando que alguém as arrume.
Os buracos são cada vez mais, os passeios cada vez mais com pedras soltas, as tampas das caixas técnicas cada vez mais esburacadas e perigosas. Das caixas de gás e eletricidade nem vale a pena falar.
Estamos já em campanha, aproveitem para reclamar estas pequenas coisas
Já há muita indiferença das pessoas nestas pequenas coisas, estão há espera das coisas grandes e esquecem-se de olhar para o lado.

domingo, 2 de abril de 2017

Valor Base e Valor de Adjudicação em confronto

Analisando as adjudicações directas feitas pela câmara da Guarda nos últimos seis meses, verificamos que os empresários da Guarda devem andar a nadar em dinheiro. Todas as adjudicações acima de 100 mil euros e referentes a obras de requalificação, são todas adjudicadas abaixo do valor base, muitas vezes muito abaixo. (Base: Portal base do Governo das adjudicações directas).
Há dias um jornalista do Público escrevia que isto poderia ser a porta de entrada para adjudicações sucessivas das mesmas obras.
Aqui fica o que constatei:
1 - Avenida Afonso Costa e Rua do Ferrinho, Adjudicado por 253.000,00 €, VALOR BASE 355.000€, Biosfera, 21% menos.
2 - Jardim José de lemos Adjudicado por 292.414,75 € VALOR BASE 434.132,83€, João Tomé Saraiva, 33% menos.
3 - Jardim José de Lemos 2ª fase Adjudicado por 105.000,01, VALOR BASE 175.000,00€, João Tomé Saraiva, 40% menos
4 - Sinalização e Segurança Rodoviária Adjudicado por 178.000,00 € VALOR BASE 199.263,44€, Biosfera, 10% menos.
5 - Reparação de Pavimentos Adjudicado por 323.300,00 € VALOR BASE 348.345,00€, António Saraiva, 7% menos.
6 - Espaços Verdes Adjudicado por 315.733,40 € VALOR BASE 349.550,61€, Samuel Augusto, 10% menos.
7 - Cemitérios Adjudicado por 129.306,49 € VALOR BASE 150.000,00€, Vectorplano, 14% menos.
8 – Parque Urbano Adjudicado por 305.366,52 € VALOR BASE 320.000,00€, O2S, 5% menos.
9 - Avenida Cidade Waterbury Adjudicado por 321.817,94 € VALOR BASE 340.000,00€, João Saraiva, 6% menos.
10 - Edifícios municipais Adjudicado por 339.590,78 € VALOR BASE 400.000,00€, Isidro Silva, 15% menos.
11 - Conservação de Pavimentos Adjudicado por 337.200,00 € VALOR BASE 347,555,00€, António Saraiva, 3% menos.
12 - Solar Teles Vasconcelos Adjudicado por 323.440,42 € VALOR BASE 349.993,62€ O2S, 7% menos.
13 - EN 338/EN16 – Maçainhas Adjudicado por 208.000,00 € VALOR BASE 208.819,60€ António Saraiva
14 - Armazéns Municipais Adjudicado por 297.990,97 € VALOR BASE 360.000,00€, Edibeiras, 18% menos.
15 - Antigos Paços do Concelho Adjudicado por 287.000,00 € VALOR BASE 344.727,27€, António Saraiva, 18% menos
16 - Zona da Dorna Adjudicado por 323.000,00 € VALOR BASE 357.719,15€, Biosfera, 10% menos.
17 - Chafariz da Dorna Adjudicado por 214.700,00 € VALOR BASE 214.993,30€, António Saraiva
18 - Curva do Facheiro Adjudicado por 129.000,00 € VALOR BASE 193.360,00€, Biosfera, 33% menos.
19 - Requalificação Urbana do Eixo Central Adjudicado por149.900,00 € VALOR BASE 170.000€, Barbosa e Guimarães, 12% menos.
20 - Rua do Comércio e Rua Augusto Gil Adjudicado por 636.695,19 € VALOR BASE 769.992,56€, Bricantel anulado, 17% menos.
21 - Rua da Corredoura, rua das Camélias Adjudicado por 232.113,48 € VALOR BASE 260.698,75€, O2S, 11% menos.
22 - CM 1179 Gonçalo – Valhelhas Adjus por 185.575,51 € VALOR BASE 309.292,50€, Biosfera, 40% menos.
23 - Limpeza, Conservação Vias de Comunicação Adjudicado por 159.000,00 € VALOR BASE 200.000,00€, Biosfera, 21% menos.
24 - Parque Municipal Adjudicado por 274.421,24 € VALOR BASE 436.133,20€, João Tomé Saraiva, 37% menos.
25 - Requalificação de Escolas Adjudicado por 344.000,00 € VALOR BASE 358.856,99€, Biosfera, 4% menos.

sábado, 1 de abril de 2017

As mentiras do 1 de Abril

É habitual as pessoas e os órgãos de Comunicação Social dizerem umas mentirazinhas, normalmente sem consequências, compilei estas aqui do nosso burgo.
Torre de Menagem está fechada aos turistas
Estátua de D. Sancho volta ao centro da Praça Velha
Coreto vai ser montado na Praça Velha
Tribunal aceita providência cautelar contra requalificação dos antigos Paços do Concelho da Guarda
Eduardo Brito candidato à Câmara da Guarda
Nomes escolhidos por Álvaro Amaro: Cidália Valbom, Álvaro Estevão, Tiago Gonçalves, Constantino Rei, e elementos G como Pedro Pires, JM Brito, Manuel Rodrigues, entre outros
A transmissão da Meia maratona no canal fechado da TVI vai custar mais de 30 mil Euros
De 1 de Abril a 1 de Outubro não mais se farão adjudicações directas.
O Correspondente da RTP1 na Guarda vai manter-se distante até às eleições autárquicas

sexta-feira, 31 de março de 2017

Jardim Medroso do Solar Teles de Vasconcelos

O Conhecido Jardim Medroso está agora transformado num jardim “merdoso”.
Seguem em bom ritmo as obras de destruição do jardim e a construção do Solar do Vinho.
A destruição do “labirinto em buxo “ até se compreende pois poderia haver o risco de alguém se perder e não mais sair dele, depois de frequentar o “Solar do Vinho”
Digno de realce é também a nova muralha em betão que está a nascer junto à muralha medieval de pedra.
A Guarda renasce, sai do século XII e entra no século XXI pela mão do arquitecto.
E vão ser ali colocadas as grades (onde?) que vão sair da destruição dos antigos Paços do Concelho.

quinta-feira, 30 de março de 2017

Guarda: Semana Santa 2017

Programa oficial. Sítio oficial da Câmara Municipal
Se é a Câmara Municipal da Guarda que vai promover as cerimónias da Semana Santa na Guarda, incluindo a “Procissão dos Passos” e a “Procissão do Enterro do Senhor” tendo como parceira a Santa Casa da Misericórdia da Guarda, será que a Santa Casa vendeu os direitos de organização à Câmara Municipal?  

quarta-feira, 29 de março de 2017

Carros abandonados?

Saberão, a Câmara Municipal e a Polícia, quantos carros estão esquecidos nas ruas da Guarda?
Entre abandonados e estacionados eternamente, dizem-me, que há muitos.
É um problema menor, não incomoda ninguém, nem os vizinhos, há lugares suficientes de estacionamento é uma questão cívica.

terça-feira, 28 de março de 2017

Guarda: Uma sede para a CIMBSE?

A Câmara da Guarda está a realizar obras de requalificação dos antigos Paços do Concelho, na Praça Velha, para aí ser instalada a sede da CIMBSE – Comunidade Intermunicipal das Beiras e Serra da Estrela.
Vão ser gastos 287 mil Euros sem IVA nas obras de uma sede que poderá nunca ser sede da CIMBSE.
É só ler o que diz o Presidente da Câmara do Fundão e actual Presidente da CIMBSE:
“Continuidade da sede da CIM na Guarda dependerá dos próximos eleitos”.
“Após as eleições autárquicas deste ano, serão os presidentes eleitos a tomar decisões relativamente ao local onde ficará instalada a sede da Comunidade Intermunicipal das Beiras e Serra da Estrela”.
“O actual Presidente da CIM, Paulo Fernandes, diz que a localização na Guarda, foi negociada pelos autarcas, no início do mandato, para obter o maior consenso possível. E diz que serão os próximos titulares nos quinze concelhos a tomar novas - ou as mesmas - decisões, entre elas a morada da sede da Comunidade”.
(In Rádio Altitude)
Quer dizer a grande obra de reabilitação para a dinamização do Centro Histórico da Guarda, pode morrer em menos de um ano.
E com a aproximação das eleições autárquicas será mesmo inaugurada?
Teremos assim mais um edifício reabilitado a que não saberemos dar uso? 

segunda-feira, 27 de março de 2017

Gradeamento da Guarda e Janelas da Lousã

Sobre o projecto de remodelação dos antigos Paços do Concelho da Guarda, na Praça Velha, diz o arquitecto projectista:
1 – “O gradeamento é um acessório sem qualquer valor patrimonial.
2 – “A intervenção a decorrer foi completamente licenciada pelas entidades competentes, nomeadamente a Direcção Regional de Cultura do Centro e a Direcção Geral do Património Cultural.
3 – “O projecto foi submetido, apreciado e alterado de acordo com alguns pareceres na altura”
4 – “Nem podia ser de outra maneira, lembrando que coordena uma equipa multidisciplinar na qual somos todos responsáveis”.
5 – “No aspecto legal e patrimonial, o projecto está salvaguardado”
6 – “Tudo o resto é uma questão de gosto”
7 – “Confirma a retirada do gradeamento dos arcos do piso térreo, que classfica acessório sem qualquer valor patrimonial, porque diz nada ter a ver com o desenho original do edifício construído na época filipina. É um acrescento datado de meados do século XX, motivado na altura por política de segurança.
8 – “O edifício tinha sido praticamente reconstruído entre os anos 40 e 50, quando também a Sé Catedral foi submetida a uma profunda intervenção no exterior”.
(In Rádio Altitude)
E a Memória dos Guardenses de Hoje não conta para o Senhor Arquiteto? Será que o Património Imaterial da Guarda é para deitar ao lixo?
E será legítimo o autor do projecto dizer que o gradeamento não tem valor patrimonial, mesmo dizendo que tem uma equipa multidisciplinar?
Isto poderia levar a outra discussão: O que é património? Quem pode declarar se é ou  não é património? Há regulamentos, bem sei, mas... há sempre caminhos para contornar.
Agora compare:
“A Direcção Regional de Cultura do Centro não tem dúvidas: As janelas da Câmara da Lousã (edifício não classificado) devem ser alteradas. As janelas de quadrícula reduzida foram substituídas por caixilharia em PVC com vidro duplo” o Edifício encontra-se na zona de protecção do pelourinho”
(Ler notícia completa em In jornal Público de 24 de Março de 2017)
(https://www.publico.pt/2017/03/24/local/noticia/direccao-regional-da-cultura-determina-alteracao-nas-janelas-da-camara-da-lousa-1766311)

domingo, 26 de março de 2017

Estação do Barracão

Barracão, Estação do Barracão, atenção senhor passageiro:
Se quiser saber o horário dos comboios marque 1
Se quiser saber se ele pára na estação marque 2 e fale com o Maquinista
Se quiser saber como comprar o bilhete marque 3 e fale com Revisor
Se quiser saber o atraso marque 4 e fale com o Ministro das Infraestruturas
Se quiser saber o futuro da estação marque 5 e fale com o Presidente da Junta
Se não quiser saber nada marque 6 e fale com o Presidente da Câmara
Se estiver bem sentado marque 7 encomende uma pizza, e convide os Assessores

sábado, 25 de março de 2017

O que valem os Deputados Europeus?

O que valem os Deputados Europeus? J. C. Juncker responde
“Depois da apresentação do Livro Branco sobre o futuro da União Europeia e das intervenções dos eurodeputados, Jean-Claude Juncker insurgiu-se esta tarde no Parlamento Europeu ao fim de ouvir críticas à proposta da comissão”.
 “Devo dizer que os debates se seguem e se assemelham uns com os outros. Os debates no Parlamento Europeu têm uma especificidade: ninguém ouve aquilo que os outros dizem e os deputados só leem o texto que prepararam. Será que isto é um debate? De forma nenhuma, antes pelo contrário”, afirmou o presidente da Comissão Europeia”.
E concluiu com um valente “merda”.

sexta-feira, 24 de março de 2017

Relva nas Rotundas

O uso e abuso de relva nas rotundas, trás quase sempre um problema de manutenção.
Quando há água disponível tudo vai bem, quando não há água a relva verde transforma-se naturalmente em relva amarela.
É o que está a acontece em algumas rotundas, novas, em que o corte não é acompanhado de rega e depois é o que poderá adivinhar, a morte da relva.
Felizmente que a chuva e a neve vieram dar uma ajuda.

quinta-feira, 23 de março de 2017

Requalificação do Jardim José de Lemos: 2ª fase?

Postal – Jardim José De Lemos. Anterior a 1950
A história já contada sobre o concurso, valor base, valor real, valor baixo, valor alto, adjudicações directas e outar coisas.
Estão a ser assim as adjudicações na requalificação do Jardim José de Lemos:
1 - Em 22 de Agosto de 2016 foi adjudicada a obra de requalificação do Jardim por 292 414,75 Euros sem IVA, e o contrato não diz que é a 1ª fase, nem se refere a fases seguintes.
2 - Em 22 de Março de 2017, exactamente 7 meses depois e ao mesmo fornecedor, foi adjudicada a 2ª fase das obras por 105 000,01 Euros sem IVA. Um cêntimo acima de 105 mil Euros, que número estranho. O valor base era de 175 mil Euros.
Será que aconteceu um erro de projecto de 25%?
Quinhentos mil Euros com IVA numa pequena requalificação de um jardim?
Nota pós mensagem: O valor base do concurso para esta obra foi de 434132,83 Euros e foi adjudicada por 292414,75 euros e depois por mais 105000,01 euros.  Há qualque coisa que não está bem.

quarta-feira, 22 de março de 2017

CDS rejeita coligações com PSD no Distrito da Guarda

“A Comissão Política Distrital da Guarda do CDS-PP deliberou não integrar qualquer coligação com o PSD, no distrito da Guarda, para as Eleições Autárquicas de 2017”.
E porquê? Porque:
“Era necessário que por parte dos sociais-democratas houvesse respeito institucional pelo CDS e que fossem considerados os resultados eleitorais autárquicos de 2013, mormente na definição da liderança das coligações. Nem a primeira nem a segunda foram cumpridas pelo PSD da Guarda”
“Além de não aceitar a liderança do CDS no concelho da Meda, o PSD demonstrou, ainda, um total desrespeito institucional pelo CDS, chegando ao ponto de querer impor nomes em representação do CDS»
«Embora estivéssemos já habituados àquela falta de respeito do PSD pelo CDS, como no caso do não cumprimento do acordado em Gouveia, ou na governação municipal da Guarda onde a nossa concelhia nunca foi ouvida e achada fosse para o que fosse, nunca poderíamos aceitar que a distrital do PSD impusesse nomes em nome do CDS».
“Por isso o CDS concorrerá às eleições autárquicas de 2017 em todos os concelhos do distrito, abrindo as suas listas a independentes e a todos quantos queiram defender o progresso e o bem comum das suas gentes e localidades».

terça-feira, 21 de março de 2017

PREC-RV-POC-EJ-IEFP-SSMJS-JJL-JM

PREC-RV-POC-EJ-IEFP-SSMPS-JJL-JM, são tudo siglas ligadas ao trabalho. Uns inventam postos de trabalho e outros que contribuem para o preenchimento desses lugares.
Tem havido uma corrida interessante nesta luta pelo emprego, talvez se compare com a meia maratona mais alta do país.
Já preenchidos os lugares no jardim da saúde, as atenções viram-se agora para o jardim municipal.
Muitas caras novas se passeiam entre os dois jardins, mostrando os seus likes diários. É o emprego que lhes está atribuído. Fazer likes e fazer número.
E nos jardins, não havendo que fazer há sempre um bom café, para beber e para dar à língua.

segunda-feira, 20 de março de 2017

A calçada da Rua Nuno Álvares

A Rua Nuno Álvares foi requalificada no ano passado, se não me engano.
Aquela zona do passeio já foi composta mais de uma dúzia de vezes.
Bem reparada, mal reparada? Não me compete a mim dizer.
A culpa decerto que não é do calceteiro, nem do passeio e não deve ser difícil verificar onde está o problema,
Como este tipo de problemas é comum em vários locais, valerá a pena fazer um levantamento e definir um procedimento para este tipo de problemas.

domingo, 19 de março de 2017

Concursos públicos e adjudicações directas

Torre
Uma jornalista do público andou a investigar os concursos de obras públicas e as adjudicações directas, e constatou que há cada vez mais obras adjudicadas diretamente.
E há uma explicação muitíssimo interessante. Resumindo:
1 – Uma obra é posta a concurso por um valor muito abaixo do custo real da obra.
2 – Não há concorrentes, porque não querem perder dinheiro ou não querem fazer obra má.
3 – Se mesmo assim houver concorrentes todas as propostas são excluídas por razões de ordem técnica ou financeira
4 – Não havendo propostas válidas então a entidade adjudicante pode fazer ajustes directos
5 – As obras são então adjudicadas por sucessivos ajustes directos
Notícia do Jornal Interior:
“A requalificação da rotunda que liga a Avenida de São Miguel à Avenida da Estação, junto ao Parque Urbano do Rio Diz, na Guarda, e que incluía a instalação de uma antiga locomotiva da CP, já não vai concretizar-se neste mandato”.
“O primeiro concurso público, com um preço-base de 438 mil euros, mais IVA, aberto pela autarquia ficou deserto e obrigou à «readaptação do projeto», adiantou Álvaro Amaro aos jornalistas no final da reunião de Câmara da passada segunda-feira. Segundo o presidente, com este contratempo a remodelação «já não será feita este ano», tendo sido deliberado por maioria, com os votos contra dos dois vereadores do PS, abrir novo concurso público”.

sábado, 18 de março de 2017

A FIT na BTL - Lisboa

Fotos: Câmara Municipal da Guarda
A Feira Ibérica de Turismo foi apresentada na Bolsa de Turismo de Lisboa, com pompa.
“Cabo Verde é o país convidado da quarta edição da Feira Ibérica de Turismo que decorrerá de 28 de abril a 1 de maio, na Guarda”.

sexta-feira, 17 de março de 2017

Dia Mundial da Árvore – Avenida Cidade de Watterbury

As árvores estão na Avenida Cidade de Watterbury e não na Avenida Cidade de Salamanca
É bem possível que as tiliáceas há muitos anos plantadas na Avenida Cidade de Watterbury, estejam mais para morrer do que para viver. As sucessivas podas arrasadoras cortaram-lhe também anos de vida.
Mais dia, menos dia teremos troncos mortos naquela avenida.
A Câmara vai comemorar o Dia Mundial da Árvore com 2 mil crianças das escolas da Guarda.
Eis aqui uma boa proposta para tornar as crianças mais felizes a as árvores mais alegres.
As crianças iriam adorar a pintura e tornaria o dia inesquecível e se lhes contassem que o destino daquelas árvores será brevemente uma qualquer lareira, então mais se empenhariam na pintura daqueles troncos esqueléticos.
Já agora e por curiosidade, ao longo da VICEG – Via de Cintura Externa estão a plantar dezenas de árvores. Dizem-me que são folhosas e que quando estiverem crescidas, no outono, quando cai a folha, a VICEG pode tornar-se perigosa com tanta folha. Confio nos técnicos que escolheram as árvores, mas nunca se sabe, há pormenores que às vezes escapam.

quinta-feira, 16 de março de 2017

Diálogos Arquitectónicos

Diálogo 1 – A Marquise dos antigos Paços do Concelho
Ainda sobre as obras de intervenção no Edifício dos Antigos Paços do Concelho na *raça Velha:
Diz o Arquitecto na memória descritiva: “A criação do espaço Solar dos Sabores que vai ocupar parte do piso térreo obriga ao avanço de uma vitrina e será constituída por exposição, bar/loja, serviços, áreas técnicas e armazém”.
Ficámos assim a saber que não é o Presidente da Câmara, nem o Arquirtecto, que querem construir a marquise, quem a quer construir é o Solar dos Sabores, que com a sua personalidade jurídica, quer mais espaço para amesendar os convidados da CIMBSE.
Diálogo 2 – Tecto virtual na Rua do Comércio
Após o falhanço técnico da cobertura da Rua do Comércio, vão ser realizadas obras de ornamentação com a criação de um tecto virtual:
“Vai ser criada uma iluminação com tubos colocados horizontalmente, em várias direcções, dando a sensação de haver um tecto”
Que lido, um tecto falso que vai dinamizar à noite aquela rua central da cidade. Há. Não é só a iluminação é também os vasos de/com flores e uns bancos, (de granito, aposto)
E já contactaram os comerciantes para estarem abertos durante a noite? Ou será que os habitantes dos bairros periféricos subirão ao alto da cidade apenas para ver as flores, a iluminação e descansar da caminhada nos bancos confortáveis?
Nota: Será que a Comunicação Social pode ter acesso aos pareceres da Direcção Geral do Património sobre estas obras, ou são matéria reservada? E se têm acesso, não têm curiosidade em saber e informar?

quarta-feira, 15 de março de 2017

Os Autarcas da CIMBSE e o email do PS

Os nossos queridos Presidentes de Câmara com assento na CIMBSE – Comunidade Intermunicipal das Beiras e Serra da Estrela, decidiram tomar posição sobre o já famoso Correio Electrónico do PS Distrital a exigir lugares na Administração da ULS Unidade Local cde Saúde. E dizem:
«Uma situação infeliz».
“Todos os autarcas presentes fizeram questão de repudiar teor do email enviado pelo presidente da federação socialista da Guarda ao ministro da Saúde”.
“A comunidade devia ter designado ontem o representante para a futura equipa da ULS da Guarda mas face à polémica só o fará após o Governo decidir e indicar a restante composição”.
“Não está em causa o consenso já obtido à volta do nome de José Monteiro mas a entidade intermunicipal não quer ser envolvida em equívocos que a atitude dos socialistas da Guarda possa causa”.
É notável esta posição dos Presidentes.
Os nomes escolhidos não eram da sua confiança ou do seu círculo?
Alguém os ouviu tomar posição sobre a ULS e o seu funcionamento?
Alguém os ouviu tomar posição sobre o actual Conselho de Administração, politizado até ao tutano?
Alguém os ouviu tomar posição sobre os vários escândalos que tem aparecido na Comunicação Social?
Porque vão nomear um político para representar a CIMBSE na ULS?
Razão simples, porque são amigos políticos, porque são nomeados por amigos políticos, porque são companheiros de presidência, porque são ex-autarcas e se dão todos muito bem em privado.
E porque também nomearam políticos para o seu secretariado executivo, por serem ex-autarcas?
E porque vão criar lugares em Bruxelas no Parlamento Europeu, para os amigos políticos?
E porque deixaram morrer a grande casa da Comunidade em Salamanca, foi por falta de amigos?
Infelizmente, e cada vez mais, quem tem amigos consegue tocar viola.